30/05/2002

Viagens intergaláticas

yuri vieira (SSi), 10:39 pm
Filed under: Ciência,especulativas,extraordinárias

Veja o que disse o astronauta Edgar D. Mitchell, chefe da expedição Apollo 14 (de 1971) em entrevista a Alan Vaughan, da New Realities Magazine:

« Quanto à vida mais inteligente, não duvido de que exista em algum outro lugar do universo e, muito provavelmente, em nossa própria galáxia. (…) Precisamos fazer novas aberturas científicas para ir além da limitação da velocidade da luz, ou provavelmente não encontraremos outros seres, porque as distâncias são imensas. Esse é um longo caminho para o futuro, mas acredito que algum dia faremos contato com vida inteligente em outro sistema solar. E não tenho muita certeza se precisaremos do programa espacial para tanto. Pode estar extremamente longe e ser hipotético, mas, se o fenômeno da projeção astral tiver qualquer validade, poderia ser uma forma viável de viagem intergalática e certamente muito mais segura do que o vôo no espaço.»

Alguns dos meus amigos me acham um tanto louco por também afirmar esse tipo de coisa. Claro, há a diferença de que, segundo depoimentos que ouvi, este sonho do Mitchell já é realidade para muita gente.

Posts relacionados

Mais posts:

« « Unidade Prata| E o improvável acontece no BBB » »




1 comentário

  1. alfen aiolfi pinheiro escreveu:

    Apesar de termos hoje a nossa disposição uma técnologia de ponta e conhecermos atualmente o universo como realmente ele é, embora nem tudo esteja explicado, não acredito que um dia poderemos alcançar nem mesmo os limites do nosso sistema solar, e por uma razão bem simples; as distâncias cosmológicas está além de qualquer tecnologia desenvolvida aqui na terra e mesmo no futuro só se poderia atingir um ponto “b” no espaço com deslocamentos superiores aos da velocidade da luz, o que seria impossível visto que o ser humano não poderia viajar a tal velocidade, segundo a “física”.
    No universo observado, é assustador as distâncias entre os corpos celestes, sendo que a atração gravitacional entre os planetas e a luz, são as únicas coisas que percorrem distâncias tão grandes em um intervalo de tempo curto, se comparados com as velocidades disponíveis aqui na terra. Tenho uma teoria muito rudimentar, mais bem mais consistente que esta improvável projeção astral proposta pelo nosso amigo astronauta americano. Por questão de ética, não vou dizer neste “sit” mais estou a disposição para revela-lo em meu e-mail particular. De uma coisa eu tenho certeza. O universo conhecido obedece a leis muito bem definidas e objetivas e por isso, não acredito que tudo que funciona no universo e aqui mesmo na terra seja obra do acaso. Para a comunidade científica esta cada vez mais claro que a medida que avançamos no conhecimento do universo mais óbvia é a certeza de que tudo que há neste universo complexo teve um elaborador. Na antiguidade tudo era explicado pela teoria da criacão e para as pessoas era conveniente acreditar nisso. Com o avanço da ciência velhos mitos foram derrubados dando a ciência uma credibilidade enorme porém, esta mesma ciência começa a conhecer agora o limite do conhecimento. Me parece que os nossos antepassados somente presumiram que na vastidão de um céu noturno, diante de sua beleza singular, não havia condições de eventos simultâneos ter dado origem ao que viam. O que espero para os próximos anos é que a ciência continue colaborando para o nosso conhecimento mais que admita o que ela mesmo vem atestando ao longo de décadas de estudo. A criação é a explicação inequívoca para tudo o que há no universo.

    Comentário de 21-5-2007 @ 3:03 am

Sorry, the comment form is closed at this time.




Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








79 queries. 0,548 seconds. | Alguns direitos reservados.