09/10/2002

Universos paralelos e eleições

yuri vieira (SSi), 10:50 am
Filed under: Ciência,Cotidiano,Política

Eu queria saber em que se baseia a afirmação de que a física ainda é uma ciência exata. Ora, veja este trecho de “O universo numa casca de noz“, do cerebral Stephen Hawking:

“Como o universo continua lançando dados para ver o que acontece depois, ele não tem uma única história, como se poderia pensar. Pelo contrário: o universo deve ter várias histórias possíveis, cada uma com sua própria probabilidade. Deve haver uma história do universo na qual Belize ganhou todas as medalhas de ouro dos Jogos Olímpicos, embora a probabilidade disso seja baixa.

“Essa idéia de que o universo possui várias histórias pode soar como ficção científica, mas é agora aceita como fato científico. Ela foi formulada por Richard Feynman, um grande físico e um ótimo sujeito.”

Você sabe o que isso quer dizer? Que temos em cinco universos diferentes um diferente inferno chamado Brasil, cada qual governado por seu demiurgo diabólico: Lulúcifer num, Serratanás noutro, Neciros num terceiro, Asmodinho num quarto e, craro, o seu Creysson num quinto (dos infernos)! Se eu tivesse saco pra escrever contos de sátira política, faria agora um conto onde um físico genial teria feito alterações em cinco diferentes urnas, as quais enviariam cinco diferentes eleitores a seus respectivos Brasis governados por seus candidatos. A intenção do físico seria trazê-los de volta e perguntar: “E aí? Como ficou o país?” “Rapaz…”, responderiam os eleitores, “fudeu!!” E acho que o quinto dos infernos do seu Creysson teria uma única vantagem: o português ali falado seria o mais corrétchio

“Pô, Yuri, como você é pessimista…” Quem? Eu? Nada disso, aliás já entreguei os pontos, pode vir o que vier, tenho Júpiter em Sagitário.

Mas já que, no presente universo, Neciros e Asmodinho foram eliminados da reta final para nosso apocalipse político, vejamos o símbolo mais provável do futuro governo brasileiro.
Esta é uma das cartas do Tarô de Aleister Crowley, o arcano maior número XIII – sim, treze -, a morte. No canto inferior direito, vemos o símbolo do signo de escorpião – animal este também presente na imagem. (Adivinha qual candidato é do signo de escorpião!) E como o próprio signo, também este arcano simboliza a transformação, o fim do antigo, o nascimento do novo. Bom, esperemos que esse novo não seja tão dolorido para o povo quanto a foice – a foice! com o martelo? – parece indicar…

[Ouvindo: The Piano Has Been Drinking – Tom Waits]

Posts relacionados

Mais posts:

« « Ainda sobre as eleições| Eu odeio terráqueos!! » »




No Comments

No comments yet.

Sorry, the comment form is closed at this time.




Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








82 queries. 0.645 seconds. | Alguns direitos reservados.