- O Garganta de Fogo - http://blog.karaloka.net -

“Brasileiro do Ano”

Que lindo! A revista Isto É elegeu Palocci – o ministro da fazenda da revolução dos bichos (vide Orwell) – o “Brasileiro do Ano”! E o dito cujo ainda declarou: “Eu sou de esquerda e continuo socialista. Está muito enganado quem pensa o contrário”. Ou seja, exatamente a mesma constatação que, quando feita pelo Olavo de Carvalho [1], leva as pessoas a dizerem que o mesmo é um louco furioso. Leiam a matéria, a única diferença do que há ali para o que Olavo diz está no tom: o jornalista da Isto É considera um elogio o que para o Olavo é uma acusação procedente. Esse Palocci deveria assistir ao excelente filme “A Invasão dos Bárbaros”, de Denys Arcand. Pelo menos neste o protagonista, em vista dos fatos, se arrepende amargamente por acreditar em seus “ismos”.

Posts relacionados

Comments Disabled (Open | Close)

Comments Disabled To "“Brasileiro do Ano”"

#1 Comment By Pedro On 18/12/2003 @ 5:52 pm

Yuri,

Que qualquer poder institucionalizado é mau em sua essência, acho que concordamos. Enquanto houver um Leviatã, não haverá liberdade de fato.
Agora, me explique porque você reserva sua críticas à chamada “esquerda” e esquece de criticar as idéias da chamada “direita”? Aliás, você engole estas últimas com uma facilidade que me espanta para alguém tão inteligente. Olavo de Carvalho e gente da laia dele não são mais que arautos da mentalidade mais reacionária que há por aí.
A idéia de que a direita e suas propostas para o Estado tendem a preservar a liberdade é tola (porque defendem um estado menor e o respeito à liberdade individual como fundamento maior da vida em sociedade). Isso é conversa pra boi dormir. Capitalismo e socialismo são máquinas de opressão da mesma ordem . O sucesso do capitalismo se deve apenas à sutileza de seus mecanismos. Não há liberdade nenhuma, nem aqui nem lá.

Abraços,

Pedro.

#2 Comment By yuri v santos On 19/12/2003 @ 12:06 pm

Oi Pedro!
Antes de responder, preciso entender melhor um ponto. Vc escreveu: “A idéia de que a direita e suas propostas para o Estado tendem a preservar a liberdade é tola (porque defendem um estado menor e o respeito à liberdade individual como fundamento maior da vida em sociedade).” Minha dúvida é a seguinte. Vc quis dizer que:
1 – A idéia de que a direita e suas propostas para o Estado tendem a preservar a liberdade é tola porque defendem um estado menor e o respeito à liberdade individual como fundamento maior da vida em sociedade.
ou
2 – A idéia de que a direita e suas propostas para o Estado tendem a preservar a liberdade – porque defendem apenas nominalmente um estado menor e o respeito à liberdade individual como fundamento maior da vida em sociedade – é tola.

Qual a alternativa correta?
Abração
Yuri

#3 Comment By Fernando On 23/12/2003 @ 9:27 pm

Gente “da laia” do Olavo de Carvalho…

Infelizmente todas as “menções críticas” que li a respeito do Olavo não passaram de expressões preconceituosas, chavões, insultos… Em suma: Só bobagem.

Olavo de Carvalho é um estudioso e tem opinião. Fico pensando então qual é o problema: Estudar ou opinar …

A verdade é que o militante mediano de esquerda, via de regra, costuma ter aversão ao estudo. Normalmente, lê algumas cartilhas que são suficientes para satisfazer seu pobre intelecto e quando se depara com algo que suplante de forma erudita suas capacidades parte para os rótulos, chavões e difamação.

Faz parte da cartilha dos que pregam o retrocesso de milênios de evolução da sociedade humana buscando formas de organização social características de nossos peludos antepassados das cavernas.

Caso eu fosse anarquista, resolveria facilmente minha vida: Me enfiaria em uma brenha desabitada ( a maior parte do planeta atende a essa condição) e levaria comigo meus “camaradas de ideologia” (não vou falar nas mulheres para não ser rotulado de “sexista”, “homófobo” “machista” ou coisa parecida)
Nossa “comunidade” seria uma verdadeira maravilha… pelo menos até o primeiro homicídio …