- O Garganta de Fogo - http://blog.karaloka.net -

Dicionário Etimológico

É deprimente não haver um dicionário etimológico online da língua portuguesa. Enquanto isso, vamos nos contentando com o Online Etymology Dictionary [1]. Entre nós, a tal “democratização do conhecimento” é apenas uma figura de linguagem. E o que tem de sanguessuga nas universidades coçando o saco… puts, sem comentários.

Posts relacionados

Comments Disabled (Open | Close)

Comments Disabled To "Dicionário Etimológico"

#1 Comment By carlos On 15/05/2007 @ 10:59 am

Seria importante que os gigantes da informática tal como a Google, a Microsoft,entre outros, pudessem presentaer os estudantes de todas as áreas com um dicionário Etimológico da Lingua portuguesa. Aqui fica a sugestão.

#2 Comment By Santos Dias On 23/05/2007 @ 7:37 am

Senhor
É de facto lamentável a inexistência de um dicionário etimológico de português online. Há uns tempos andei a tentar descobrir a origem da expressão ‘XPTO’; não sei se é usada no Brasil mas em Portugal é corrente. Descobri (não me recordo onde) que é a transcrição para o alfabeto latino das iniciais em grego de algo (outro esquecimento) relacionado com Cristo. Será que alguém me pode ajudar a relembrar? Agradecido,
Santos Dias

#3 Comment By Paulo Araujo On 23/05/2007 @ 10:38 pm

Santos Dias; essa obtive na internet em um “Dicionario de folclore para estudantes”, não publicado em livro. Lá vai:

X é a letra do fonema KI; P em grego é o nosso R (chamado RÔ); T é TAU, nosso T; O é o ÔMEGA, nosso O. A representação simbólica era a figura de um peixe, entre os cristãos.

#4 Comment By Paulo Araujo On 23/05/2007 @ 10:42 pm

Santos Dias, a nota acima saiu incompleta; aí vai o significado, digamos, na gíria:

– X.P.T.O. significa tudo que é excelente, superior, muito bonito, ótimo; è a abreviatura do nome CRISTO, em grego. –

#5 Comment By Paulo César S. Jr. On 01/06/2007 @ 6:13 am

Nobres amantes da Língua Portuguesa deixo também aqui o meu protesto, uma certa indignação pela falta de recursos disponiveis a todos nós para pesquisarmos sobre a origem do nosso rico e vasto vocabulário… Diante do comentário de alguns colegas acima, não encontrei para buscar o que preciso saber, isto é, na net.
Entretanto, fiquei muito feliz com disposisão do nosso querido Paulo Araujo em nos ajudar… “Parabéns pela iniciativa, pois o nosso Brasil precisa de individuos como você”…
Aproveitando a oportunidade e de sua colaboração chara, gostaria de saber qual o siginificado do termo, que acho ser +- isto, temporístico ou atemporístico, tal termo surgi em alguns dicionários, está ligado a uma forma de tempo verbal. Essa ajuda que lhe peço é para que eu possa tirar a duvida de um amigo… Desde já lhe agradeço Paulo Araujo se puder me ajudar. Um abraço a todos amantes do nosso vernáculo.

#6 Comment By Márcia On 03/06/2007 @ 7:21 pm

O fato de não ter um dicionário etimológico,ao qual todos possam consultar, demonstra o quanto o conhecimento ainda está condiocionado a uma pequena parcela de pessoas,a dos intelectuais que podem dispor de grana pra obtê-los.Já eu uma humilde estudante de letras,ou pago as mensalidades,ou compro livros.Lamento ainda mais o fato de não encontrar dicionários sobre a origem da língua portuguesa na intenet,já que pretendo trabalhar esse tema no meu TCC.

#7 Comment By Paulo Araujo On 04/06/2007 @ 2:37 pm

Ao Paulo Cesar S. Jr, sugiro ver no Houaiss o elemento de composição (não posso reproduzir aqui por ser muito grande, além do problema dos direitos autorais); não sei mais que outros, apenas sei procurar o que gosto de estudar. Obrigado pelo apoio.
Márcia, intelectuais somos todos nós que usamos o intelecto para aprender e ensinar. Por acaso, descobri na internet um HOUAISS on-line gratuito, que é o melhor dicionário atual para pesquisa etimológica, já que não temos um específico. Veja a URL abaixo.

#8 Comment By Paulo Araujo On 04/06/2007 @ 2:41 pm

Paulo Cesar, desculpe a falha técnica; o elemento é: temp(or)-

Márcia o URL é tudo isso aí:

[2]
houaiss/cgi-bin/houaissnetb.dll/
frame?palavra=a#1

#9 Comment By Luciane On 05/06/2007 @ 12:44 am

Caros amantes da língua portuguesa, entendo a indignação de todos e sei que necessitarei de ajuda, pois meu doutorado em Lingüística e Língua portuguesa começa a exigir pesquisas mais profundas sobre a origem de certas palavras identificadas no meu corpus. Aceitarei ajuda posterior.

Luciane

#10 Comment By Paulo Araujo On 05/06/2007 @ 12:51 am

Márcia, em auxílio à sua pesquisa, veja o site
[3]
Você encontrará em ‘datas’, ‘1606’, o livro “Origem da Lingoa Portuguesa”, de Duarte Nunes do Lião, o primeiro livro sobre o assunto, com o que ele sabia de etimologia da língua portuguesa. A reprodução é do original, para ser lida; caso queira reproduzir algum trecho ou página, basta pedir licença por e-mail. Espero ter ajudado.

#11 Comment By Paulo F Gavron On 09/06/2007 @ 4:03 pm

É fatal, precisar e não encontrar. Mas lamentações fazem acontecer. Afinal quem não chora não mama. E eu precisando da etmologia da palavra idoso. Será que vc poderia me auxiliar colega?

#12 Comment By Paulo Araujo On 20/06/2007 @ 10:36 pm

Paulo Gavron: no Houaiss, ‘idoso’ é formado por ‘idade’ + suf. ‘-oso’; idade, por sua vez, tem origem no latim, ‘aetas, aetatis’, com o mesmo significado do português, mas há controvérsias.
A querela é grande e extensa, não havendo espaço nesta janela para reproduzir todo o conteúdo. Ao passar por uma livraria dê uma conferida ou então consulte o site informado por mim no comentário 58 acima. Espero ter ajudado.

#13 Comment By piquim On 22/06/2007 @ 7:54 am

Caros amigos e amigas do Brasil:

Na Galiza também se fazem bons dicionários da língua portuguesa, ou galega, como ainda é chamada por estas bandas do noroeste da Península Ibérica.

Na net pode ser consultado o Dicionário Eléctronico Estraviz, no seguinte endereço:

[4]

com mais de 90000 verbertes, quase todos com a correspondente etimologia.

Este dicionário está alojado no Portal Galego da Língua (www.agal-gz.org), onde também podem ser consultadas as Cantigas Trovadorescas, entre outra muita informaçom.

#14 Comment By Paulo Araujo On 26/06/2007 @ 9:12 am

Sobre a nota acima, já conhecia o Estraviz, que é muito bom dicionário; é louvável a iniciativa de seu criador, ao disponibilizá-lo na WEB, gratuitamente. Em breve, teremos o Dicionário Caldas Aulete, com mais de 200.000 verbetes, também online, e grátis (pelo menos no início da divulgação). Como eu comentei na nota 37, o Min. da Cultura deveria fazer TAMBÉM o tipo de cultura que este blog abre à discussão. Esse Ministério, quando era da Educação e Saude (dos anos 30 aos 50)publicou excelentes dicionários.

#15 Comment By Laura On 24/12/2007 @ 4:09 pm

Um bom dicionário para quem procura a origem etimológica em inglês a fim de comparar com alguns termos cognatos com o idioma luso é o [5]

#16 Comment By Henrique On 26/12/2007 @ 11:55 am

Usem este site. Nao é o maximo, mas tem a etimologia de muitas palavras, em modo nao aprofundido
[6]

#17 Comment By jr jacques On 30/12/2007 @ 12:56 am

Absurdo!
Etimoligia infelismente ainda é algum desconhecido da grande maioria, as palavras trazem um conhecimento muito grande, é triste mais acho que ainda levara alguns anos para surgir um dicionario etimologio online no nosso indioma.

#18 Comment By Marcos Kazuiti On 09/02/2008 @ 2:28 pm

Acho que posso dar uma dica interessante, ao invés de ficarmos lamentando como seria o dicionário on line, vejo que isso é possivel. Podemos, como usuário, incrementar um dicionário do tipo wikipédia, ou mesmo nele, as palavras com suas etimologias, o wikipédia é o maior dicionário on-line que existe e feito pelos próprios usuários.

#19 Comment By Marcos Kazuiti On 10/02/2008 @ 12:33 pm

só pra cadastro, desculpem

#20 Comment By Miriam On 12/02/2008 @ 11:17 pm

olá!!

Alguém poderia me ajudar a encontrar a origem etimológica das palavras perfeição e agressão?

#21 Comment By Fábio On 21/02/2008 @ 9:19 am

Realmente!!! O negócio é complicado… Faz tempo que estou buscando a origem das palavras “civilização” e “barbárie”, mas em cada site que eu entro diz uma coisa diferente…

Pois é: viva a era digital, a inclusão digital, o livre acesso a informação, o rompimento de barreiras, a globalização… Tudo conversa pra boi dormir (boi=países subdesenvolvidos)…

Parabéns pelo site!!!

#22 Comment By Paulo Araujo On 23/02/2008 @ 7:53 pm

O Dicionário Aulete Digital é vasto e tem BREVE etimologia de todos os verbetes; é online e grátis.
Quem estiver disposto a gastar até R$ 100,00, terá um completo dicionário etimológico no Houaiss em CD-ROM; no Aurélio CD-ROM, mais modesto ou no Dicionário Etimológico da Lexikon Editora, impresso, cerca de R$ 80,00. Somente ‘etimológico’, online, grátis, NUNCA EXISTIRÁ,NÃO É COMERCIAL.

#23 Comment By pedro moreira On 07/03/2008 @ 9:46 pm

Nada demais,

[7]

[8]

[9]

[10]

#24 Comment By Leo Angeli On 12/03/2008 @ 1:52 pm

Pessoal eu tenho a resposta de por que não temos ainda um Dicionário Eetimológico em português na internet. É simples, sua consulta seria muito pequena com algumas dezenas de pessoas por dia e isso não dá dinheiro,(“Ibope”), para a página onde se localiza. Infelizmente o capitalismo faz acontecer essas coisas. Mas minhas palavras com relação ao Dicionário é que eu iria consultá-lo pelo menos uma vez por semana se ele existisse. Adoro saber de onde as palavras vêm e procuro na net ah mais de 10 anos por isso. Obrigado Amigos

#25 Comment By Ricardo On 26/03/2008 @ 10:12 am

Hahaha. Respondendo a post #12 acima, que disse indio é formado pelo prefixo in (não,sem ou sem ser)combinado com a palavra dio(deus) que significa (sem deus).

Indio é o nativo da India (ou aqueles que foram confundidos como tal pelos descobridores). A palavra India vem do latim “India”, que vem do Grego “India”, que vem do antigo persa “Hindu”. Isso tudo antes séculos antes de cristo e do monoteismo aludido pelo nossa linguista amador.

Indo um pouco mais para trás, a palavra “Hindu” (do antigo persa) se refere aos habitantes do vale do rio “Sindhu”, que fica na província de Sind na atual Índia. E Sindhu é um termo original do Sânscrito antigo (uma língua morta muito mais antiga que o Latin, diga-se de passagem).

Quem quiser checar pode ler [11] ou [12].

Realmente precisamos de mais recursos etimológicos online em português, antes que comecem a inventar onda, como o post #12.

Aos interessados, escrevi um curto artigo sobre etimologia da palavra bigode no meu web site.

#26 Comment By Ricardo On 26/03/2008 @ 10:14 am

Grr… terrível esses sistemas que não deixam dar “preview” do comentário, nem editar depois…

#27 Comment By Ricardo On 26/03/2008 @ 10:16 am

Referencia ao meu artigo saiu estragada.
Veja abaixo.
[13]

#28 Comment By paulo araujo On 26/03/2008 @ 11:41 pm

As indicações de Pedro Moreira são,infelizmente, muito restritas, ou a determinado tema ou apenas a citação de um deles (sbprp.com), ou, ainda, comentários genéricos sobre dicionários (eca.usp.br); dicionário GERAL, com rubrica etimológica, grátis, somente o Aulete Digital, do qual foram baixados mais de 400.000 downloads.

#29 Comment By Antonio Olivio On 28/03/2008 @ 11:22 am

Caros,

Alguem ajude este anõnimo poeta que busca a etmologia da palavra: conquistar. De onde vem , do latim , do grego ou de uma metáfora
qualquer?

Obrigado……

#30 Comment By Laísa On 10/04/2008 @ 11:51 am

é eu concordo com vcs…
eu só tenho 11 anos(vo faze 12 dia 12/04)
e ja precisu do dicionario!!!
eu tenho q faze tarefa e naum acho oq eh
abiogênese e no meu livro ta falando pra
procura num dicionário etimológico…
e cade????
num tem!!!!
e a nº 2 tbm eh sobre a abiogênese!!!!
e eu to ferrada pq eu vo i
pra escola sem faze metade da tarefa!!!
+ olhando pelo lado positivo…
eu num vo te q copia aquele mundarel
d coisas!!!!!
muito obrigado por lerem minha opnião!!!
bjuss
XXXXX
OOOOO

#31 Comment By Paulo Araujo On 13/04/2008 @ 12:31 pm

Prezada Laísa,
O dicionário do Houaiss tem o significado e a etimologia dessa palavra que você tanto procura. Só tenho a lamentar que você, que tem apenas 12 anos (desde ontem), mas tem consciência de que está escrevendo fora da norma que você já aprendeu, esteja usando a escrita coloquial da internet, para tratar de um trabalho escolar, o qual você não poderá apresentar escrito dessa forma. Desculpe a franqueza, mas tenho por obrigação ensinar.
POR ISSO MESMO,vou ajudá-la.
ABIOGÊNESE é uma hipótese, no campo da Biologia (que não mais se sustenta cientificamente), segundo a qual um ser vivo poderia ser gerado contínua e espontaneamente de matéria não viva; são seus sinônimos, heterogênese e heterogenia. A etimologia vem do vocábulo inglês abiogensis, criado por Huxley, em 1870, e é formada pelo prefixo grego ‘a-‘, que significa ‘privação’, pelo vocábulo grego ‘bíos’,(vida) e pelo também grego ‘génesis’, (criação), ou seja, abiogênese quer dizer ‘vida gerada de algo sem vida’. E FAÇA UM BOM TRABALHO, sem se esquecer que, para torná-lo melhor, tem sim, que consultar um mundaréu (com u no final) de coisas.

#32 Comment By Esequiel On 30/04/2008 @ 7:18 pm

É só Vocês pesquisarem os preços de dicionários etimológicos que saberão porque eles não estão na Net e Online… hahaha
Essa cambada de ladrões culturais…

#33 Comment By Eduardo On 01/05/2008 @ 10:39 pm

Alguem poderia me ajudar escrevendo a etimologia da palavra homem?

#34 Comment By luiza On 20/05/2008 @ 5:13 pm

eu estou a horas!!
tentando descbrir a origem de
culinária
e nada!
tenho 14 anos hehe
zoa
eh por curiosidade mais mesmo assim
“poxa”é muito chato não ter .

#35 Comment By rejane On 04/06/2008 @ 7:56 pm

Poxa!
Queria saber o verdadeiro siginificado da palavra “A M O R”?

#36 Comment By Sheila Dias On 08/06/2008 @ 5:44 pm

Apego:
Gostaria de saber etimologia de “apego”, e descobri no site [14] que é originada do latim appicare, mas nos dicionários de latim só tem traduções de advogados. Alguém sabe o significado de appicare? sic:

Apegar v. tr. (1) Unir, juntar, pegar. (2) Fig. Contagiar: apegou-lhe a gripe. (3) Fig. Comunicar, influenciar, transmitir: apegou-lhe os seus vícios. (4) Deitar raízes uma planta. v. r. (1) Unir-se, juntar-se. (2) Aferrar-se, agarrar-se: apegou-se o guisado. (3) Fig. Afeiçoar-se, ter apego. (4) Fig. Radicar-se, gravar-se: aquela conversa apegou-se para sempre na sua memória. [lat. *appicare].

#37 Comment By Paulo Araujo On 08/07/2008 @ 1:35 pm

Sheila Dias, você consultou um dicionário de galego, que serve para o que for igual ao português (e é muita coisa, mas não tudo). Se você consultar o verbete `pegar`, no Houais, vai encontrar o étimo remoto latino, `pico, picare`, que significa `sujar-se, impregnar-se, trazer para si, ter em si`. Realmente, quando voce `se apega`(a + pega), você `traz para si` o objeto/a pessoa a que/quem se apegou, em suma você `se lambuza`. Mas veja o Houaiss porque como está citado lá, a explicação é complexa. Não sei se você percebeu, mas no Estraviz o étimo latino *appicare tem um asterisco antes da palavra: isto significa que o termo não existiu, de fato, em latim, ou nunca foi encontrado em qualquer texto, sendo, por isso, um termo ‘reconstituído’, ou ainda, se existiu era grafado assim.
Em português, apegar é ‘a + pegar’ e ‘pegar’ é ‘pico, picare’, em latim; ou seja, ‘pegar’ existiu em latim. Pegar tem o radical ‘peg-‘, que vem de ‘pez’, que é a resina que escorre dos pinheiros. Pense em ‘apegar’ como algo ‘pegajoso’, ‘untuoso’, ‘grudento’, como são as resinas. ‘PEGOU’?

#38 Comment By Dri On 08/07/2008 @ 1:55 pm

Concordo!!!

Quando eu assinava o UOL tinha acesso ao Houaiss, e esse tem a etimologia das palavras.
Agora que não assino mais, perdi o acesso a essa informação tão preciosa e indispensável para minhas aulas e artigos.

Bjs

#39 Comment By ana On 01/08/2008 @ 4:53 am

Olá,

quero apenas dizer que, quando se agradece, se pode dizer “obrigado”, se o emissor é homem e “obrigada”, se quem fala é mulher.
Questão de etimologia, claro!…

Um abraço

#40 Comment By ana On 01/08/2008 @ 4:55 am

Não percebo por que carga de água o comentário saíu com aqueles gatafunhos. Mas percebe-se.

#41 Comment By Victor On 07/08/2008 @ 8:43 am

Oi gente, realmentestá muito difícil conseguir a etimologia das palavras pela internet pois corremos o risco de cair em falácias, como nosso amigo se referiu à palavra “índio”, in- “sem”, dio – “deus”, etc.
Uma dica que dou pro pessoal é adquirir o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa do ANTONIO GERALDO DA CUNHA, esse livro foi publicado em 1986, pela Editora Nova Fronteira e logo esgotou-se, porém a Editora, Lexical, corrigiu e o publicou novamente em 2007, e é possível adquirí-lo, é um ótimo dicionário, e realmente é um dicionário de etimologia, sem aquelas falácias que encontramos por aí.
Espero tê-los ajudado.
Victor

#42 Comment By Henrique On 09/10/2008 @ 4:35 am

ta ai um
[15]
+- mas da pro gasto

#43 Comment By cjusto On 28/11/2008 @ 9:00 pm

realmente!

no meio de tanta tecnologia, tanta universidade, tanto curso de letras…..

não há um único dicionário etimológico.

mas parece-me que ninguém quer preservar e valorizar a nossa língua.
exemplo disso é o tal acordo ortográfico…
perfeitamente disparatado!

#44 Comment By Margarida Almeida On 09/12/2008 @ 8:40 am

Também quero expressar o meu desapontamento por não encontrar um dicionário etimológico português.
Procurava a origem de enveredar. Pretendia confirmar se a sua origem apenas ficava por vereda…
Um abraço.
MA

#45 Comment By João Ricardo On 09/12/2008 @ 4:46 pm

Quero deixar aqui manifesto o meu descontentamento também.