05/03/2006

As 100 safadezas do PT

yuri vieira, 11:51 am
Filed under: Política,sites

Em ano eleitoral, é bom já ir colocando nos favoritos o link dessa lista com as 100 safadezas mais conspícuas do PT e do Lula. (Conspícuas porque certamente há de haver outras.)

Agora, o mais louco – acho que a palavra exata é essa mesma – o mais louco é que, segundo o Correio Braziliense, à medida que as denúncias de corrupção petista se acumulavam (e se acumulam) também aumentava (e ainda aumenta) o número de filiados do partido. Devem achar que as denúncias são conspiração. (Depois, a gente é que é paranóico.) Ê, povinho bunda!

Posts relacionados

Mais posts:

« « Juros e meio ambiente| Compartilhe arquivos grandes » »




11 Comments

  1. Jamila escreveu:

    Críticas à política são necessárias. Mas críticas só se fazem inteligentes e válidas apenas se, ao invés de se prestarem a uma repetição de um discurso divulgado na mídia ou papagaiado sem fundamentos, instigarem a uma análise de conjectura, a uma investigação e reflexão sobre fatos, e não sobre retórica.

    A democracia pode ser algo ruim, mas até agora, é o melhor sistema inventado para a gestão de uma Nação.

    Comentário de 5-3-2006 @ 2:19 pm

  2. Bruno Costa escreveu:

    Achei uma puta sacanagem a inclusão do affaire Jeany Mary Corner, tanto mais que a ‘safadeza’, a trigésima nona da lista, foi de fato, literal, e não figurada. Não vejo problema algum com a célebre (e profissional) proxeneta. É trabalho honesto, num paiseco de meia-tigela como o nosso, rende uma boa grana para as meninas que ela agencia (muito mais que o salário mínimo do Batráquio-mor), de R$400,00 a R$600,00 sem contar as gorjetas, por, pasmem, 4 míseras horinhas de trabalho. Mas, convenhamos, essa súcia de políticos pinto-murcho mal conseguia dar umazinha, minha gente, não devia levar mais que meia hora, estourando. Se ao menos minha barriga não estivesse tão protuberante… eu encarava, mas só com as mulheres dos malandrões, bem entendido. Porquoi pas? Trabalho como um louco, me ‘prostituindo’ também e não ganho nada nem parecido. Ô, inveja! Algum tolinho(a) certamente dirá que suruba com dinheiro do erário é prevaricação, mas pelo menos movimentou um pouco a nossa economia, fazendo o $ circular por outros bolsos que não os da família dos malditos cujos. Minto?

    Comentário de 5-3-2006 @ 3:40 pm

  3. Vinicius escreveu:

    Jamila,

    A retórica que você diz recai sim, mas sobre os fatos (corrupção, roubo, conchaves, etc) mais que surreais. Isso leva a uma coisa: a operação abafamento, ao comodismo, enfim, a pizza.

    O eco (papagaiado, como disse)da mídia é comum pela audiência e venda que os mesmos dão.

    Você chama isso de democracia? Realmente parece que você não sente no bolso a “democracia” que você tanto demonstra defender. Professa uma incoerência tamanha que a ação é inimiga mortal do pensamento.

    Comentário de 5-3-2006 @ 3:43 pm

  4. Vinicius escreveu:

    Bruno,

    Quando escrevia e postava este post, você fazia o mesmo. Veja o horário, quase que simnultaneo. E nosso entendimento foi quase que unanime.

    Putz…

    Abraço

    Comentário de 5-3-2006 @ 3:48 pm

  5. Bruno Costa escreveu:

    Pois é, Vinicius, foi um caso de teleblogpatia. Mas vc não acha que foi um tanto duro com a companheira Jamila? Façamos como naquela marchinha do Lamartine: “Deixa a velhinha morrer na ilusão…” Jamila, just kidding, pelo amor de Deus… e vamos parar por aqui que o e-ditador tudo vê

    abraços para vcs

    P.S.: é ‘pourquoi pas’, e não ‘porquoi pas’, me perdoem, por favor, o PT cansa o meu francês…estropiado

    Comentário de 5-3-2006 @ 7:47 pm

  6. Vinicius escreveu:

    Um tanto “duro” com Jamila? (ler comentários do tipo, broxa!)

    Que nada! Não disse nada que você também não viu.

    Só me fiz entender. Se é que consegui.

    Comentário de 6-3-2006 @ 12:32 am

  7. Jamila escreveu:

    Cada vez me surpreendo com o impacto das minhas declarações aqui no Blog!

    Obrigada por me defender, Vinicius! Vejo que essa reação é um indício de que o assunto é tratado com muito mais emoção e subjetividade do que com racionalidade e apuração dos fatos.

    Não vou ficar rebatendo comentários, apenas deixarei uma frase para reflexão:

    Antes de sair por aí propagando um discurso moralista sobre “ética e corrupção” naquele ou nesse partido político, precisamos refletir sobre o sistema político brasileiro como um todo, sobre o comportamento político do brasileiro, que é permissivo com atitudes que ferem os bons costumes, a ética.

    Isso não é previlégio de partido nenhum. Nem é restrito aos políticos. O povo brasileiro e o famoso e aclamado “jeitinho brasileiro” são responsáveis pelas mazelas que nos afligem.

    O resto, meus caros, É RETÓRICA. É marketing político. É oportunismo.

    Comentário de 6-3-2006 @ 5:50 pm

  8. Jamila escreveu:

    Ah, desculpe, não foi o Vinícius quem me defendeu, pelo contrário. Foi o Bruno. Obrigada, Brunão. E quanto aos “ataques”, eu tô tranquila. Não levo para o lado pessoal.

    Comentário de 6-3-2006 @ 5:51 pm

  9. Vinicius escreveu:

    Saídas evasivas são esperadas, Jamila.

    Não rebate o argumento por falta deles.

    Se raciocina em bloco, ótimo. Deveria fazer com o sistema politico, que desde a raiz está podre. E seus frutos são da mesma especie.

    No mais, não ataquei a sua pessoa, e sim seu posicionamento, mas se a carapuça serviu, perdoe-me. Tudo isso é dialética, nem uma virgula mais…

    Abraço!

    Comentário de 6-3-2006 @ 11:20 pm

  10. Bruno Costa escreveu:

    Caros, não nos deixemos ser arrastados pela traiçoeira correnteza das paixões… não está mais aqui quem postou!
    Acho que deveríamos sugerir ao Yuri uma espécie de confraternização blogueira, na qual os que colaboramos postando, comentando ou simplesmente lendo esse blog pudéssemos nos conhecer pessoalmente. O Yuri pode fazer as vezes de juiz de paz, e depois de alguns mililitros de etanol no sangue passaríamos todos a compartilhar de uma ‘cosmovisão’ política muito parecida… ou não!

    Comentário de 7-3-2006 @ 3:24 pm

  11. Vinicius escreveu:

    Sim, excelente idéia. O Yuri é o ser mais imparcial deste espaço. Sua imensurável cultura lhe dá esta prerrogativa.

    Tens meu voto. Mas creio que depois de uns mililitros de etanol, não precisaremos mais de um arbitro, tudo se ajeita no “rilex” do alcool.

    Boa, Bruno!

    Abração

    Comentário de 7-3-2006 @ 4:01 pm

Sorry, the comment form is closed at this time.




Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








80 queries. 0,599 seconds. | Alguns direitos reservados.