- O Garganta de Fogo - http://blog.karaloka.net -

Nós, os trambiqueiros

De início, achei que o texto força um pouco a barra. Somos mesmo tão preguiçosos? Sim, nós, brasileiros, somos mesmo os campeões em conseguir algo pelo menor esforço. Copio o texto, para reflexão. Da Folha:

O trambique desce redondo

Clóvis Rossi

SÃO PAULO – Suspeito de que pouca gente tenha prestado atenção ao retrato acabado do brasileiro que está no ar nos comerciais, embutido em anúncio da cerveja Skol. Para quem não viu ou não prestou atenção, um resumo: um torcedor brasileiro vê a Argentina jogar contra o Brasil e, latinha de cerveja na mão, diz que, com a Skol, tudo desce redondo, inclusive o jogo. A partir daí, as traves ficam redondas e móveis. Sempre que a Argentina está para marcar um gol, elas saem da posição regulamentar, e o gol é perdido. É a sacramentação pública do trambique, da falta de respeito às regras, regrinhas simples, básicas. Quando se festeja a quebra de uma regra, fica implícito que todas podem ser quebradas -e usualmente o são no Brasil. É a apologia do crime, pequeno crime, mas crime, como os brasileiros praticamos diariamente ao invadir a faixa do pedestre, ao ultrapassar pela direita, ao estacionar em fila dupla, ao subornar o guarda para evitar a multa. Fico na lista de pequenos crimes para não aporrinhar o leitor com os grandes crimes que ele lê todo santo dia, não só nas páginas policiais mas também (ou principalmente) nas páginas políticas. Note o leitor que estamos falando de futebol, uma das raríssimas atividades em que o brasileiro é universalmente competitivo. Não precisa de traves móveis para ganhar da Argentina ou de quem quer que seja. Mas o espírito do malandro cretino é esse mesmo: melhor sem esforço, com ajuda da maracutaia, do que empenhar-se para fazer valer o talento natural. Note também que estamos falando de publicidade, outro ramo em que o brasileiro é com folga dos melhores do mundo. Se os melhores louvam o trambique, os medianos e os piores farão o quê? Aderir ao PCC, lógico.

Posts relacionados

Comments Disabled (Open | Close)

Comments Disabled To "Nós, os trambiqueiros"

#1 Comment By Daniela On 31/05/2006 @ 10:29 am

Olha… eu nem vejo a coisa por esse lado. Eu gostei da propaganda, achei interessante. É muito mais um retrato da rivalidade Brasil – Argentina do que uma apologia à malandragem.
Abraço.