Arquivo para July, 2006




31/07/2006

O Japão é foda

yuri vieira, 9:19 pm
Filed under: cinema,extraordinárias

500 person sexLiteralmente foda. Eu, aqui, preocupado se irei conseguir 200 figurantes para rodar um singelo e inocente curta-metragem, e os japoneses lá, botando 500 pessoas para transar num galpão. Dizem que esse filminho virou cult no eMule. Tenho certeza de que é esse tipo de coisa que o Bin Laden fica assistindo em seu esconderijo. Tudo para aumentar seu ódio pela vida muderna. Deve achar que é culpa dos EUA, afinal, ganharam a Segunda Guerra…

Música para a semana — 2

rodrigo fiume, 8:15 am
Filed under: Cotidiano,música

strokes.jpgSempre ouvi dizer que a nova-iorquina Strokes era uma banda genial. Só se os outros álbuns forem (não os conheço). Este último, First Impressions Of Earth (2006), é bem meia-boca. O som é bobinho demais.

icn-seta_baixo-11x11.gif Sensação de seleção brasileira na Copa 2006.

iconlisten.gifOuça (em RealAudio): You Only Live One

30/07/2006

Visita íntima – enquete

yuri vieira (SSi), 5:58 pm
Filed under: Enquete,Política

Quem deveria fazer uma visita íntima ao Fernandinho Beira Mar?
Presidente Lula
Suzane Richthofen
Capitão Jack Sparrow
João Pedro Stédile
Osama Bin Laden
José Dirceu






29/07/2006

O Misterioso Lombardi

pedro novaes, 11:34 am
Filed under: Cotidiano

O misterioso Lombardi
Ao fazer o post abaixo sobre o seu Sílvio, solucionei para mim mesmo um dos grandes mistérios da humanidade: quem é o Lombardi?

Como imagino que muitas pessoas, assim como eu, não durmam pensando nisso e se perguntando se é verdade, conforme dizem, que ele já morreu e que, na realidade, um computador com suas gravações antigas seria quem faz as locuções dos programas do Seu Sílvio, decidi divulgar seu paradeiro.

Na verdade, descobri todo o universo virtual dedicado ao meu ídolo bizarro, como a Página do Sílvio Santos, mantida por um de seus fã-clubes, contendo trechos deliciosos de vários de seus programas antigos e tiradas bizarras. Está lá o tema do “Show de Calouros” para você fazer download e colocar em seu Ipod (eu já pus no meu), bem como a coleção completa dos discos gravados por Sílvio Santos.

Mas voltando ao misterioso Lombardi, cuja foto estampo acima, clique aqui e saiba tudo.

Fotos com Celebridades

pedro novaes, 11:08 am
Filed under: Umbigo

Seu Silvio no Show de Calouros
Tirar fotos com celebridades é uma coisa meio ridícula. Tá bom, vá lá, uma megacelebridade ainda vai. Mas ridículo mesmo é tirar foto ao lado de pequenas celebridades ou celebridades de momento, tipo ganhadores de Big Brother ou atletas de terceiro escalão.

(Qualquer foto com celebridade de qualquer tipo está perdoada se for para aquele quadro do chifrinho do “Pânico na TV” – já viram? -, em que as pessoas mandam fotos em que aparecem fazendo chifrinho em celebridades? É genial.)

Mas, como toda regra tem sua exceção, há sempre aquela celebridade com quem a gente tiraria uma foto, mesmo achando ridículo tirar fotos com celebridades. E eu quero dizer qual é a celebridade com quem eu sou louco parar tirar uma foto: o Sílvio Santos. Ele é genial. O cara é muito bizarro. Não há nada igual na TV brasileira, quiçá mundial: aquele cabelo, a voz, os trejeitos, aquele microfone estranho pendurado no pescoço, a barreira em torno de sua vida pessoal, mas sobretudo o espírito mais sádico e sarcástico da TV. Eu pago qualquer coisa por uma foto com o seu Sílvio.

1) Com que celebridade você gostaria de aparecer fazendo chifrinho em uma foto?

2) Com que celebridade você daria tudo para tirar uma foto?

28/07/2006

Frase de cinema — 14

rodrigo fiume, 11:57 pm
Filed under: cinema

aspas_vermelhas_abre.gif Você quer peito ou coxa? aspas_vermelhas_fecha.gif

Grace Kelly, para Cary Grant, em Ladrão de Casaca (1955)

27/07/2006

No more war

yuri vieira, 11:42 pm
Filed under: amigos,música,Podcast e videos

Qualquer dia farei um podcast especial sobre um amigo falecido há dois anos atrás: Sandro Soares. O cara é – sim, ainda é, conversamos durante um sonho lúcido que tive um mês após sua morte, ele está muito bem – como dizia, o cara é um excelente músico e compositor, guitarrista absurdamente genial que, por alguma misteriosa sincronicidade, nasceu no dia em que morreu Jimi Hendrix. (Aliás, o CD do qual retirei a faixa se chama Cause I’m back.) A música abaixo se chama No more war. Como o Sandro não conseguiu a performance desejada dos músicos da sua banda, dispensou a todos e gravou por si mesmo, além do vocal e da guitarra, todos os demais instrumentos. E isto em todas as faixas. Genialidade é isso aí…

P.S.: Aos irmãos e à mãe dele, meus respeitos. Espero que entendam minha homenagem.

    Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Offline

yuri vieira, 12:45 am
Filed under: Avisos,este blog,internet

É provável que este site atinja hoje, pela primeira vez, seu limite de uso de banda, qual seja, 20Gb/mês. Isto significa que nosso serviço de hospedagem, ultrapassado tal limite, poderá mantê-lo offline até a zero hora de primeiro de Agosto. Não sei ainda se é caso de se fazer um upgrade do plano. Talvez o aumento da visitação seja mero fogo de palha. Ou pior: puro hotlinking. Seja como for, não se espante se ficarmos de férias forçadas pelos próximos dias.

__________
Em tempo (23:07horas): fizemos um upgrade em nosso plano de hospedagem, logo, continuaremos online. Valeu, moçada.

25/07/2006

As 33 pérolas do presidente Lula

yuri vieira, 11:23 pm
Filed under: Humor,Imprensa,Política

Dizer que o cara é um “Magdo” não basta. Ele é simplesmente o elemento mais estúpido que já pisou no Palácio do Planalto. Recebi a coletânea abaixo por email.

O presidente ‘Magdo’

Até Magda, do extinto “Sai de baixo”, escapou de tanto primitivismo político. “Foguete não resolve o problema de ninguém”, disse Lula, analisando a guerra no Líbano. Dona Santinha, a do cafezinho, ficou envergonhada…

Mais pérolas, micos e mancadas:

1. “Foi uma surpresa. Quem chega em Windhoek não parece que está em um país africano. Poucas cidades do mundo são tão limpas, tão bonitas arquitetonicamente e tem um povo tão extraordinário como tem essa cidade”, disse Lula ao se despedir na capital da Namíbia;

2. “Há males que vem para o bem”, em conversa com Putin, sobre o desastre de Alcântara, quando mais de vinte especialistas morreram;

3. “Não vou dar palpite na política de Cuba”, tentando justificar sua omissão, quanto a defender os Direitos Humanos nas conversas com Fidel;

4. “A companheira Benedita cometeu um erro administrativo” tentando justificar sua “companheira”, na mordomia paga pelo Governo, quando da viagem da Ministra, para um café com orações ,em Buenos Aires;

5. “Não vou vetar” demonstrando descompasso com os Ministros da Saúde e Previdência , no caso dos planos de saúde para idosos;

6. “Não existe acordo com o FMI. Somente em dezembro vamos estudar…” No mesmo dia, no Brasil O “Czar” da economia firmava o acordo e dava conhecimento aos repórteres e TVs;

7. “Os Presidentes que me antecederam foram todos covardes”, fazendo demagogia junto aos nordestinos sobre a seca no Nordeste;
(Continua…)

O Mercosul já era

yuri vieira, 9:48 pm
Filed under: Economia

Um artigo do Glauco Fonseca explicando por que o Mercosul já era…

24/07/2006

Arte e Moral

yuri vieira, 7:53 pm
Filed under: Arte,escritores,especulativas

Do Fernando Pessoa (1916):

As relações entre a arte e a moral são análogas às entre a arte e a ciência. Não há relação entre a arte e a moral, como a não há entre a arte e a ciência; mas um poema que viola as nossas noções morais impressiona idênticamente o homem são como um poema que viola a nossa noção da verdade.

Um poeta que canta, elogiando, o roubo, não fará com isso um bom poema; nem o fará um poeta moderno a quem lembre cantar o curso do sol á volta da terra, que é uma cousa falsa.

Viola a regra do agrado. Agradará a mais gente um poema que, sobre ser belo, seja moral, que um que, sendo belo, seja imoral. As épocas têm mais de comum as suas ideias morais que as suas imoralidades. Só nas épocas de decadência é que a moralidade deixou de ser um ideal; e, mesmo nessas, reconhece-se o seu valor ideal.

As relações são entre o artista e o moralista, não entre a arte e a moral. Como é improvável que um grande artista, por isso mesmo que é um grande artista, falseie a verdade, é improvável que falseie a moral. Não pertence esse característico aos de um cérebro típico de criador.

O criador de arte para influenciar tem, em geral, como motivo o interesse de influenciar; ao qual falha se cria obra com elementos que tendem a limitar a acção da obra.

A tendência moral é reconhecida pela espécie humana como superior à realidade imoral. O poeta imoral corre portanto, na proporção em que é imoral, o risco de não influenciar os espíritos superiores (quando não da sua época, porventura decadente), das outras épocas pelo menos.

Música para a semana

rodrigo fiume, 8:15 am
Filed under: Cotidiano,música

medium_tom.4.jpeg Ando ouvindo de novo Tom Jobim Inédito (1987). Passei para o meu iPod o CD do meu pai – sempre ouvia quando ia pra Goiânia. A gravação é de 1987, mas o CD duplo só foi lançado em 1995 – daí o “inédito”. Estava fora de catálogo, mas relançaram no ano passado.

icn-seta_cima-11x11.gif Mais perfeito que este só Elis & Tom.

iconlisten.gif Ouça: A Felicidade

22/07/2006

Epígrafe – I

yuri vieira, 4:16 pm
Filed under: escritores,literatura,livros

Epígrafe da primeira parte do livro Gravity’s Rainbow, de Thomas Pynchon:

“A Natureza não conhece a extinção; tudo o que conhece é transformação. Todas as coisas que a ciência me ensinou, e continua a me ensinar, fortalecem minha crença na continuidade da nossa existência espiritual após a morte.”

Werner von Braun

A Sílvia morreu

yuri vieira, 12:30 pm
Filed under: amigos,escritores,fotografia,memória

Cada vez que morre um dos cães da Hilda Hilst sinto uma estranha pressão no peito: é como se a Hilda ainda não tivesse terminado de morrer. Agora foi a vez da Sílvia, filha do Zidane, o cachorrão com quem eu “lutava kung fu”. Na foto abaixo, de 1999: a diretora teatral Ana Kfouri, Hilda, eu e a Sílvia, sob a figueira da Casa do Sol.

Beira-Mar

yuri vieira, 10:51 am
Filed under: Cotidiano

O Beira-Mar estreou a prisão de segurança máxima, no Paraná, mas já tá reclamando, querendo saber das suas “visitas íntimas”. Visita íntima? Claro que o cara só está querendo um meio de se comunicar com o exterior, uma informante, uma secretária. Por que não dão uma boneca inflável pra ele? (Ou uma inflamável?) Eu, se fosse o diretor da prisão, daria é um vibrador pro cara. E com os dizeres: “fuck yourself”.

Quando é que irão mandar o José Dirceu pra lá?

Ricardo Fiume, 5 anos

rodrigo fiume, 10:17 am
Filed under: Cotidiano,fotografia

Imagem 134.jpg (Continua…)



Page 1 of 4123...Last »

Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








65 queries. 0.743 seconds. | Alguns direitos reservados.