- O Garganta de Fogo - http://blog.karaloka.net -

Os podcasts com o Olavo de Carvalho

Tenho recebido muitos emails referentes aos podcasts gravados com o Olavo de Carvalho. Muitos elogiosos, outros bastante agressivos e grosseiros. Até agora, o único descontente com a gravação a não encher seu email de palavrões e insultos foi um certo Godoi, cujo suposto email (atenção spammers, copiem-no) é violadearame@yahoo.com.br. Destaco esta singela observação:

“é perigoso um cara como vc ter acesso a estes meios de comunicação…”

Depois ainda riem quando se fala da tentação – para não dizer “dos planos” – totalitários do PT. Como se o Gushiken e o José Dirceu não tivessem mexido os pauzinhos para retirar o Boris Casoy da TV Record. Mas, se para se ter um canal de TV faz-se necessário lamber a mão dos poderosos e só assim conseguir uma concessão, por outro lado o You Tube e o Archive.org [1] estão aí à disposição de todos. Mesmo este blog, tal como estes dois sites, tem todo o seu conteúdo armazenado em servidores norte-americanos. Digam o que quiser dos EUA, mas sua Constituição é a única garantia da nossa completa liberdade de expressão aqui no Brazil.

A propósito: o primeiro bate-papo [4], que já havia sido acessado 2622 vezez e qualificado 35 vezes, precisou ser substituído devido a problemas com o áudio, daí ele apresentar números zerados.

Já o segundo bate-papo [5] foi ouvido 9840 vezes em uma semana. É o primeiro mais bem qualificado [6] este mês e o terceiro mais adicionado aos favoritos [7]. Sem falar das diversas honrarias da semana (aqui [8], aqui [9], aqui [10], aqui [11] e aqui [12]).

Quanto ao terceiro bate-papo [13], publicado dois dias atrás, já recebeu ele 1285 visitas e 23 qualificações.

Posts relacionados

Comments Disabled (Open | Close)

Comments Disabled To "Os podcasts com o Olavo de Carvalho"

#1 Comment By Vin On 31/10/2006 @ 8:13 pm

Yuri,

Estou contigo.

#2 Comment By daniel christino On 31/10/2006 @ 8:34 pm

A única coisa séria que pode acontecer é você ser processado por “crime contra a honra” de algum político do PT, caso você se refira ao dito cujo nominalmente. Evite usar expressões que atribuam algum tipo de crime a estes políticos (“ladrão”, “assassino”, “estelionatário”, etc.) e eles não farão nada. Por outro lado, como não rir? Você acaba de ser ameaçado por alguém que chama a si mesmo de “viola de arame”.

#3 Comment By yuri vieira On 31/10/2006 @ 9:06 pm

Ora, o que vc esperaria do seguidor de um homem que chama a si mesmo de “Lula”?

#4 Comment By Chocolino On 01/11/2006 @ 9:54 am

Yuri,

Por que você coloca no You Tube? Sugiro que coloque em algum site tipo o odeo.com. No You Tube, pelo fato de não ter vídeo, fica meio esquisito e talvez mais pesado. Boa sorte e um abraço.

#5 Comment By yuri vieira On 01/11/2006 @ 3:42 pm

Olá Chocolino (!)
Na verdade, comecei postando os arquivos no meu próprio podcast e no [1]. Mas quem é que conhece esse excelente site? (Não o meu, mas o Archive, hehe.) Apenas quem entende um pouco mais de internet, quem é nerd e tal. Escolhi o You Tube apenas para aumentar a audiência. No Archive os 3 podcasts juntos foram ouvidos 397 vezes. No You Tube, os três juntos foram ouvidos, até o momento, 15623 vezes. Será que isso responde à sua pergunta? Claro que já me cadastrei no site que vc indicou e postarei lá também. Quanto mais empresas americanas envolvidas (pois respeitam a Constituição dos EUA e a livre expressão), melhor.
Abração!

#6 Comment By Lucas Mafaldo On 01/11/2006 @ 7:36 pm

Yuri,

Continue em frente, cara. Esse trabalho é muito importante. Como o próprio Olavo falou, o escrito tem suas limitações – tanto intrínsecas quanto extrínsecas: a falta de hábito de leitura das pessoas – que a explicação oral ultrapassa.

Além disto, graças ao podcast, pessoas que eu conheço que não tinham o hábito de ler Olavo estão recebendo estas informações.

E, de certo modo, o “arame” tem razão: liberdade de expressão é uma coisa perigosíssima para o projeto de poder dos candidatos a ditadores. E por isso mesmo vale a pena defendê-la.

Um abraço e boa sorte!

#7 Comment By Jacqueline On 01/11/2006 @ 7:37 pm

Parabens Yuri, são ótimos as entrevistas com o Olavo, tenho as indicado para muitos amigos, do Brasil e exterior são exclarecedores

#8 Comment By yuri vieira On 01/11/2006 @ 9:18 pm

Obrigado, amigos. Também segui o conselho do Chocolino – eita nome! – e postei os podcasts no Odeo. Eis [14]. []’s

#9 Comment By Vick On 01/11/2006 @ 9:23 pm

Achei espetacular os comentários do Bate-papo com o Olavo.
O conteúdo de informações é realmente magnífico.
“Eles” estão há 20 anos na oposição e hoje nós estamos com “eles” na situação e não consigo ver onde estão os “patriotas” verdadeiros.
Quatro anos é o que basta para sentirmos a falta de oposição real a “esses” bandidos comunistas.
Chega de Blá Blá Blá.
ACHO QUE TÁ NA HORA DE PENSARMOS NUMA REAÇÃO MAIS EFETIVA.
ELES NÃO FIZERAM E APRONTARAM COMO OPOSIÇÃO? NÃO CRIARAM UM FORO DE SÃO PAULO?
TEMOS QUE TOMAR UMA POSIÇÃO MAIS RADICAL. CHEGA DE SUBMISSÃO.
NEM QUE SEJA NECESSÁRIO REEDITAR UMA “FALANGE PÁTRIA NOVA”, ou CCC ou mesmo a AAC.
ASSIM NÃO DÁ PARA FICAR.
Obrigado!

#10 Comment By mari sarti On 01/11/2006 @ 10:16 pm

Parabéns pelo trabalho Yuri!
Não dá pra duvidar da honestidade do Prof. Olavo… ela está na voz! Tenho que divulgar o karaloka! Sucesso!
Abraços

#11 Comment By Marcos de Carvalho On 02/11/2006 @ 12:01 am

Yuri,

Continue o bom trabalho. Divulguei os podcasts para o máximo de pessoas que eu consegui.
abraço

#12 Pingback By O Garganta de Fogo » Sobre o livro “O Jardim das Aflições” On 02/11/2006 @ 4:40 pm

[…] Eu sei que esta semana anda muito “olaviana”, mas eu não esperava outra coisa como conseqüência dos podcasts gravados com o Olavo de Carvalho. Com relação a eles, tenho recebido muitos emails, como já disse, ou muito positivos ou muito agressivos. Dentre estes últimos, a maior parte tenta ironizar a qualificação de filósofo que uso, na introdução, ao me refirir ao Olavo. Mas quantos de seus autores leram ao menos um livro dele? Nenhum, obviamente. Logo, faço pouco caso desse gênero de manifestação. O que me chateia mesmo é quando muita gente inteligente (com ou sem aspas) aparece para acusar o cara de teórico da conspiração. É para finalizar com esse debate bobo, esse que tenta equiparar a visão de mundo dele a mais uma simples “Teoria Conspiratória”, que publico agora o artigo de José Maria e Silva (do jornal Opção, de Goiânia), a respeito do excelente livro “O Jardim das Aflições: De Epicuro à Ressurreição de César. Ensaio sobre o Materialismo e a Religião Civil“. Como disse no comentário ao post do Daniel, foi o Bruno Tolentino quem, na casa da Hilda Hilst, me emprestou esse livro dizendo: “Essa obra é imprescindível, é fundamental para entender o mundo de hoje”. Se vc, leitor, ainda não consegue discernir o fundo sobre o qual o Olavo organiza suas figuras retiradas da realidade, saiba que está nesse livro a chave de tal compreensão. Se vc é preguiçoso ou preconceituoso, azar o seu. Será – sim, vou repetir – mais uma “mulher do padre”, mais um a chegar por último. Se vc ler esta ótima e muito bem escrita resenha do José Maria – e ainda assim não se interessar pelo livro – é porque vc certamente é do tipo que se une a “outras” de sua espécie para reclamar: “Vc viu? Esse aí está a dizer que nossos maridos são padres!” […]

#13 Comment By João Carlos On 02/11/2006 @ 10:26 pm

Olá, meu caro Yuri Vieira. Sou estudante do mestrado em literatura brasileira na Universidade de Brasília. Fiquei terrivelmente feliz por conseguir ouvir o Olavo mais uma vez. Já fazia tempos, mais ou menos uns cinco anos, por aí, que não o ouvia. Desde uma palestra que ele ministrou naquela universidade, virei seu fã incondicional.
Percebo como ao longo dos comentários do Olavo, somos burramente conduzidos pelka mídia, por um governo comprometido com os mais espúrios propósitos. Seu site é maravilhoso, e sua idéia é gigante, coisa de gente abençoada. Continue seu trabalho, não desista nunca.
Abraço forte de quem já o considera um amigo.

#14 Comment By João Carlos On 02/11/2006 @ 10:30 pm

Caso você tenha material sobre a Hilda Hilst-meu tema de dissertação na Universidade, gostaria que me enviasse. Tenho achado pouca coisa sobre ela.
Forte abraço.

#15 Comment By Pedro R. On 03/11/2006 @ 11:56 pm

Caro Yuri
Sou professor de história do ensino médio em São Paulo e depois de fazer o download dos arquivos mp3 já fiz oito turmas ouvirem todas as conversasr gravadas. Hahaha, o outro professor de história, eleitor e militante petista, está fulo de raiva, pedindo minha cabeça para a diretoria. Azar o dele: o diretor é meu irmão, hehe.
Meus parabéns pela iniciativa e. por favor, continue nos brindando com as ótimas e reveladoras palavras do Olavo de Carvalho.
Saudações
Pedro R.

PS. Vc é minimalista aí no diálogo, mas é essencial, bicho. E seu perfil quebra a falsa ideia de que quem gosta do Olavo de Carvalho é careta e sem imaginação e humor. Alqumia perfeita. Fui!