Arquivo para May, 2007




15/05/2007

33 anos de corrupção

yuri vieira, 3:33 pm
Filed under: Política,sites

Há, na Wikipedia, uma lista com os escândalos de corrupção, no Brasil, dos últimos trinta e três anos: governo Geisel (10 casos em 6 anos de governo), governo Figueiredo (11 casos em 6 anos), governo Sarney (6 casos em 6 anos), governo Collor (19 casos em 2 anos), governo Itamar Franco (32 casos em 3 anos), governo FHC (44 casos em 8 anos) e, finalmente, governo Lula (101 casos em 4 anos). Ô, beleza!

O Backbone, a Verdade e a Vida

yuri vieira, 2:23 pm
Filed under: Religião
Este post é uma resposta ao post do Pedro.

Meus avós paternos são baianos de Maraú, ao sul de Salvador, perto de Valença. Minha avó é católica e vive hoje com minha tia evangélica em Vitória, Espírito Santo. Minha avó sempre me diz que esse negócio de candomblé é coisa do pessoal de Salvador, que no restante da Bahia não dão muita atenção a isso não. Ademais, minha avó só foi tomar conhecimento do candomblé no Rio de Janeiro, quando minha tia, essa mesma com quem ela mora hoje, desapareceu numa praia da Barra da Tijuca, um local então deserto – estamos falando dos anos 50 – sendo mais tarde encontrada em transe no meio de uma roda de candomblé, as macumbas repercutindo. Ela tinha entre 7 e 10 anos de idade. Sim, minha tia foi médium durante muitos anos. (Ainda é, mas ela trata suas experiências hoje como manifestações e revelações do Espírito Santo). Cresci ouvindo meus parentes do Rio falando a respeito da “Ritinha” (um erê) e da “Vovó Maria Conga” (uma preta velha), entidades que ela recebia. (Na casa da minha avó, no Rio, havia um nicho cheio de brinquedos que eu, minhas irmãs e meus primos não podíamos tocar porque pertenciam à Ritinha. “Quem diabo é essa Ritinha que nunca vi mais gorda?”, matutava então.) Depois do candomblé, minha tia passou pela umbanda, kardecismo, seicho-no-ie, budismo, novamente catolicismo, etc. para só se encontrar na Igreja Cristã Maranata.

A principal atividade da minha tia, hoje, é consolar e confortar moribundos em hospitais, sem tentar convertê-los. Ela sempre indaga a respeito das crenças ou descrenças do doente, partindo daquilo em que eles depositam suas esperanças. Acha uma covardia se aproveitar de sua situação de fraqueza para fazer prosélitos. Os médicos e enfermeiras ficam aliviados quando ela aparece porque sempre levanta o astral dos doentes, mesmo o dos ateus. Enfim, minha tia conheceu a fundo o candomblé e, hoje, acredita que o sem fim de entidades, santos, deuses, ou como queiram chamá-los, apenas dá margem a que pessoas com certos desvios morais permaneçam nesses desvios, afinal, seus orixás de cabeça também são assim. “Se Ogum é assim, por que devo mudar?” Minha tia crê que a religião deve melhorar o ser humano, não justificá-lo. É óbvio que há muita gente honesta e sincera no candomblé, como em qualquer outra religião, mas certos pontos da doutrina podem apenas servir de becos sem saída para seus crentes.
(Continua…)

Viva o Candomblé!

pedro novaes, 10:47 am
Filed under: Religião

Dá-lhe Nizan!

NIZAN GUANAES – Especial para a Folha de S.Paulo

Sou católico, apostólico, baiano.

Sou devoto de Santo Antônio e de Nossa Senhora do Carmo. Entrei no
candomblé, tardiamente, aos 20 e tantos anos, pelas mãos de Luiza
Olivetto e Lícia Fabio, que me pediram para ajudar nas obras de
restauração do telhado do Terreiro do Gantois.

Fui consertar o telhado do Gantois e o Gantois consertou minha vida.
O candomblé não é uma religião. É um culto. Culto aos antepassados,
às forças da natureza.

O candomblé é moderno. Ele já era ecológico antes que a ecologia
entrasse em voga. Ele é avançado. Não exclui opções sexuais. Ao
contrário, acolhe. (Continua…)

14/05/2007

A mulherzinha da Câmara

ronaldo brito roque, 11:12 pm
Filed under: Cotidiano,Imprensa,Podcast e videos,Política

As mulheres são mesquinhas por natureza. Elas se ofendem facilmente, levam tudo para o lado pessoal. Não conseguem entender nada de um ponto de vista impessoal, estão a quilômetros de entender o que seja o universal. E como a lei tende à universalidade, por natureza, é inútil discutir leis com uma mulher. Mais inútil ainda é permitir que uma mulher seja legisladora. Isso é enganar o povo, e a elas mesmas.

Elas nasceram para avaliar uma questão, qualquer que seja, do ponto de vista de suas implicações particulares, nunca do ponto de vista de seu alcance universal.

Confiram:

No vídeo você vê claramente que a mulher está tendo uma crise de nervos. Alguém capaz de se ofender assim por causa de um mero juízo estético não passa de uma neurótica. E esse tipo de gente acha que tem maturidade para legislar.

KGB: missão cumprida

yuri vieira, 12:58 pm
Filed under: extraordinárias,Podcast e videos,Política

Segundo o ex-agente da KGB Yuri Bezmenov, apenas 15% do efetivo e dos gastos da KGB estavam relacionados com espionagem. Os demais 85% foram utilizados num massivo ataque às bases da inteligência ocidental, que efetuou o que ele chama de “subversão ideológica” (ou “guerra psicológica”), isto é, uma “completa alteração na percepção da realidade” por parte de suas vítimas. Infiltrada nas universidades, na imprensa, na produção artística e cultural norte-americanas (principalmente), a KGB conseguiu eliminar a capacidade de julgamento moral daquela sociedade, atingindo seu triunfo nos dias atuais (na verdade, a entrevista é de 1983), uma vez que a geração que estudava nos anos 60, a mais bombardeada pelos slogans e pela semeadura de reflexos condicionados, havia então chegado ao poder. A corrupção moral dessas pessoas tornou-se tão profunda que já não conseguem ser atingidas por fatos, não importando o número de provas autênticas que se lhes apresentem. Nem se esfregassem o nariz da Jane Fonda num campo de concentração soviético, ela iria acreditar na realidade daquilo. (Parece o povo de certo país dominado por bandidos petistas, pelo Foro de São Paulo, etc.) Ele diz que, para o indivíduo, esta corrupção das bases morais é um processo irreversível.

Contudo, o mais interessante é saber o que é que um novo regime, nascido dessas lindas idéias de “igualdade e justiça social”, faria com os propagadores das tais. E o pior é que a onda de corrupção moral atingiu os quatro cantos do mundo e, claro, a América do Sul, seja através da “revolução bolivariana”, seja através do Foro de São Paulo e do PT. Sem esquecer a Nova Ordem Mundial que segue caminhando a passos largos… E a KGB que hoje atende pelo nome de “máfia russa”…

Uma reportagem completa, de 29min, também está disponível no Google Video.




Via True Oustspeak e swimming against the red tide.

Quanto custa seu blog?

yuri vieira, 11:33 am
Filed under: Economia,este blog,internet,sites

Pelo que pude conferir, se vendêssemos este blog, não conseguiríamos comprar sequer uma moto que preste. Mas há blogueiros por aí que poderiam comprar um apartamento no Leblon. 🙂

Vc já sabe quanto vale seu blog?

12/05/2007

A alegria do Batman

yuri vieira (SSi), 9:28 pm
Filed under: HQs,Humor

Eis o Batman se esforçando para parecer alegre…

batmancarryingrobin2.jpg

O Garganta de Fogo

yuri vieira (SSi), 1:36 pm
Filed under: meio ambiente,montanhismo,Podcast e videos

O vulcão Tungurahua (5060m), em erupção desde 1999. (Do quechua, O garganta de fogo.)

11/05/2007

VirtuSphere

yuri vieira, 10:34 am
Filed under: Games,Humor,Podcast e videos,Second Life,tecnologia

Este é o “periférico de entrada de dados” que, num futuro próximo, iremos utilizar em vídeo-games e, claro, no Second Life. Se o simstim não vier antes, obviamente. (Quem disse que jogos eletrônicos não servem para exercitar o corpo?)

“Meu filho!”, grita a mãe, “Sai já dessa bola e vem almoçar, criatura!!”

“Pá-pá-pá-pá-pá! Buuuuummmm!!!”

“Ai ai”, suspira a mulher, colocando a salada na mesa. “Meu bem, tira ele daquela gaiola. Por favor…”

“A gente usava um mouse pra brincar no computador, Ana. Não entra nessa de conflito de gerações não. Tenha paciência, pelo menos ele vai ficar com fome…”

“É verdade, tudo começou com o mouse. Mas nunca pensei que nosso filho ainda se tornaria um hamster…”

hamster.jpg

Marque a alternativa engajada

yuri vieira, 10:04 am
Filed under: Educação,Política

Segundo o blog do professor Simon Schwartzman – que publicou um artigo de José Luiz Delgado, veiculado no Jornal do Commércio de 17/4/2007 – eis a questão que caiu na prova do vestibular da Universidade Federal de Pernambuco:

(…) Muitíssimo mais me chocou, e me horroriza (até porque obviamente consciente e intencional, não um erro), foi, na mesma prova, o teor da questão anterior pedindo que o candidato apontasse “os exemplos de homens éticos com visão filosófica engajada (para além da hipocrisia)” e dando como alternativas: “a) Bush, Olavo de Carvalho, Editora Abril, Inocêncio Oliveira, Roberto Marinho, b) Dalai Lama, Gandhi, Marina da Silva, Frei Beto, D.Helder, c) FHC, Marco Maciel, ACM, Ratinho, Reginaldo Rossi, d) Leonardo Boff, Irmã Dulce, Ariano Suassuna, Betinho, Zilda Arns, e) Dalai Lama, Gandhi, ACM, Frei Beto, Leonardo Boff”.

Não se tratava de um juízo apenas de fato – por exemplo: indicar os que se dedicaram sobretudo às questões sociais – mas de um juízo de valor: quem seria “ético” e quem não seria, quem teria “visão filosófica engajada” e quem não teria, acrescentando-se que essa visão teria de ser “para além da hipocrisia”, ou seja, que algumas das personalidades arroladas poderiam apenas parecer, mas seriam substancialmente hipócritas. Ora, além de gravemente ofender personalidades públicas como sendo “do mal”, ensejando que elas até processem a Universidade por injúria e difamação, – aquele questionamento é completamente inadmissível numa universidade, que deve ser, por excelência, o lugar da liberdade de pensamento e de crítica. (…)

10/05/2007

Você também é cristão, ateu

yuri vieira, 2:03 pm
Filed under: Religião

Ótimo artigo do Reinaldo Azevedo. Os “señoritos satisfechos”, inclusive os deste blog, deveriam lê-lo. No fue fácil llegar hasta acá, hermanos.

Associação de Bloggers Anônimos

yuri vieira (SSi), 10:44 am
Filed under: Humor,internet

A vida cotidiana na Venezuela

yuri vieira, 8:04 am
Filed under: Cotidiano,Economia,Política

Para você saber o que realmente está acontecendo na Venezuela

Barão e Legião no Chacrinha

yuri vieira (SSi), 7:52 am
Filed under: memória,Mídia,música,Podcast e videos

Ão e ão no inha, hehehe.

Não sei qual o motivo da frescura, mas o “dono” do vídeo do Legião o bloqueou para divulgação em blogs e sites. Clique aqui para assisti-lo.

Agora, engraçado mesmo é o Chacrinha cantando: “Você pensa que cachaça é água/ Cachaça não é água não/ Cachaça vem do alambique/ E água vem do ribeirão…/ Você pensa que mulher é bola/ Mulher não é bola não/ Bola a gente chuta/ Mulher não se chuta não…/ Você pensa que o Chacrinha é bobo/ Chacrinha não é bobo não/ O Chacrinha é seu amigo/ O Chacrinha é seu irmão…”

É lógico que o cara já deve estar trabalhando há muito tempo como “diretor de reversão” (informe-se).

08/05/2007

God is a girl’s best friend

yuri vieira, 10:57 am
Filed under: cinema,literatura

Foi durante um dia de folga, no terraço dum café da Montanha Azul, que a vi pela primeira vez. Parecia muito feliz e estava linda, aliás, mil vezes mais deslumbrante que em todos aqueles famosos filmes e fotografias. Isto é, famosos ao menos para nós, seus conterrâneos, uma vez que, entre as dezenas de circunstantes, ninguém ali dava mostras de conhecer o significado da presença daquela mulher. Bem, por outro lado, talvez ela estivesse entre eles exatamente porque sabiam tratá-la da forma correta, ou seja, como amiga e companheira, como uma mulher entre as mulheres, como uma humana entre humanos. Uma vez atingido certo grau de autoconsciência, a visão de si mesma num pedestal não lhe poderia causar senão dor e vazio. E o tempo do pedestal há muito ficara para trás. Daí ela estar ali, bela e com o sorriso a expressar não a antiga volúpia, mas um convite ao verdadeiro amor. Seria alguém receptáculo desse amor? Uma esperança absurda brilhou em meu coração. Contudo, neste primeiro contato, limitei-me a acompanhá-la com o olhar − tentando não ser por ela flagrado − e a me certificar de que de fato ela era quem parecia ser.

Sim, era.
(Continua…)

05/05/2007

Kurt Vonnegut (1922-2007)

yuri vieira, 9:16 am
Filed under: escritores,literatura,livros,Podcast e videos

Caramba, estou me sentindo tão desinformado. 🙂 Kurt Vonnegut morreu dia 12 de Abril e só agora fiquei sabendo. (Ainda posso usar a produção do nosso curta-metragem como desculpa, mas um dia terei de arranjar uma outra.) Vou me abster de entrar em pormenores sobre esse cara. (Como diria a Hilda, informe-se.) Basta dizer que alguns de seus livros me fizeram dar muitas risadas. Um figura que, enquanto prisioneiro de guerra dos alemães, presenciou em terra o bombardeio de Dresden pelos aliados – bombardeio esse que matou entre 25.000 e 35.000 pessoas – só podia ou ficar louco ou desenvolver um estupendo senso de humor. Escolheu um pouquinho do primeiro e mais deste último. Bem, se tivesse transcendido também o humor, indo até as alturas da fé religiosa, talvez não tivesse tentado o suicídio em 1984, mas, enfim…

Tente imaginar um Luis Fernando Veríssimo norte-americano escrevendo paródias de ficção científica e novelas com personagens excêntricos em meio a situações surreias. É mais ou menos isso. Agora, tanto como o Veríssimo, bastava o cara falar de política para começar a emitir bobagens. Chegou a tecer elogios aos terroristas islâmicos, imagine. Sim, era esquerdista, participou da contra-cultura e tudo mais, ninguém é perfeito. Quem não o conhece, sugiro como leitura inicial “Pastelão ou Solitário Nunca Mais” (“Slapstick or Lonesome no more!“). É bom começar com essa maluquice hardcore. Mas não vá levá-lo muito a sério não, hem.

Ah, vale lembrar que No You Tube, há também muitas entrevistas com o figura. Veja esta no Daily Show, programa do John Stewart:

“O que realmente parece importante? Lutar de boa fé com o destino.”
Kurt Vonnegut



Page 3 of 4« First...234

Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








68 queries. 1.087 seconds. | Alguns direitos reservados.