Arquivo para a categoria "Imprensa"




06/12/2007

A merda do Chávez

rodrigo fiume, 3:34 pm
Filed under: Imprensa,Política

Comentário do ombudsman da Folha, hoje:

Palavrões

É sempre delicada a decisão de publicar palavrões.

Hoje a Folha publica em alto de página interna e em título na primeira página (“Chávez afirma que oposição teve ‘vitória de merda’”).

O Estado só publica dentro, com letra “m” seguida de reticências.

O Manual da Folha afirma no verbete “palavrão”: “Evite. Só deve ser usado quando for relevante no contexto da notícia, sempre com consulta prévia à direção de Redação […]”.

Creio que era o caso, inclusive para o título na capa. A expressão de Chávez diz mais sobre o momento da Venezuela e seu presidente que muitos ensaios de fôlego.

01/12/2007

Comunicação

rodrigo fiume, 11:12 pm
Filed under: Humor,Imprensa

A graça está no fim do texto. Do Locutório, por Simone Iwasso

Isso porque a empresa é de comunicação…

O repórter recorre à secretária: faz mais de um dia que meu celular do jornal não dá sinal. Tem como trocar o aparelho? Precisa ver com o setor lá de baixo que cuida dos equipamentos. Vejo isso pra você, ela responde. Vai, volta e dá o recado: a responsável falou que é pra você tirar o chip e a bateria e ligar de novo. Já fiz isso, argumenta. Aproveita que alguém ia para o mesmo local e pede para dar o recado à tal responsável. A pessoa vai, volta e solta: olha, ela disse que é pra tirar o chip e a bateria e ligar de novo. Já sem paciência, liga ele mesmo. Ela, meio crédula, fala então deve ser então algum problema com a operadora.

O dia passa e nada. Na outra tarde. Tenta de novo com a secretária. Tem de comprar outro então, diz. E quanto tempo isso demora? Ah, um mês mais ou menos, precisa fazer o pedido, esperar aprovação para depois fazer a compra. E o que eu faço enquanto isso? Posso pegar outro celular da editoria? Não, não pode. Por que não? Porque não pode. Irritado, vai procurar o editor no dia seguinte. Por fim, consegue usar outro que estava sobrando.

Ao colocar o chip e finalmente voltar a ter acesso à sua linha, checa mensagens e recados acumulados. Entre coisas pessoais e profissionais, retornos de entrevistas, aparece três mensagens de voz da responsável do setor lá de baixo. Na primeira, ela dá o retorno: estamos verificando com a operadora se o problema é do aparelho ou da linha. Na segunda, ela comunica que não há nada de errado com a linha e então deve ser do aparelho. Na terceira ligação, com voz ofendida pela falta de retorno, ela pede, por favor, para que ele retorne e assim eles vejam o que é possível fazer.

É surreal, mas aconteceu com um amigo.
Escrevi, com autorização, porque fazia parte da série crônicas prontas da vida real.

“Literatura é para parasitas”

yuri vieira, 9:02 am
Filed under: escritores,Imprensa,literatura

Diogo Mainardi, em entrevista ao Digestivo Cultural:

“Literatura é para desocupados e parasitas. Por muito tempo, fui um desocupado e um parasita. Eu era mantido por meus familiares e por minha mulher. Quando precisei ganhar dinheiro para sustentar meus filhos, arrumei um emprego e larguei os livros. Pode parecer uma explicação prosaica demais, mas foi o que aconteceu. Abandonar a literatura não foi uma decisão literária. E não teve nenhuma conseqüência, exceto para mim. Não sou um Rimbaud. Quanto ao comichão literário, não sei o que é isso. Nunca escrevi porque tinha a necessidade de escrever: escrevia porque era o que me interessava fazer.”

26/11/2007

7º bate-papo com Olavo – lado B

yuri vieira, 6:23 am
Filed under: cinema,Educação,Imprensa,Podcast e videos,Política,Religião

Agora, meu sétimo bate-papo com o Olavo de Carvalho, já publicado aqui, também está no You Tube.

23/11/2007

Óscar Yanes: “Os venezuelanos não perceberam a gravidade da situação”

yuri vieira, 10:24 am
Filed under: Imprensa,Política

Do blog La Torre de Babel:

O ilustre jornalista, escritor e historiador Óscar Yanes foi entrevistado por Marianela Sálazar dando sua opinião sobre a Reforma Constitucional e as declarações recentes de Baduel. O jornalista, conhecido também como El Chivo Negro [o Bode Negro, sem esquecer que chivo também significa denúncia], afirmou “isto não é nenhuma reforma porque essa Assembléia Nacional não é uma Constituinte, aqui um ditador está impondo bases constitucionais, entre aspas, para que no dia 3 de Dezembro se possa estabelecer aqui um Estado Comunista”. Anexo o arquivo da entrevista para que tirem suas próprias conclusões.

Programa La Tertulia del 08Nov07.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

09/11/2007

A KGB e a subversão do Ocidente

yuri vieira, 3:33 pm
Filed under: Cotidiano,Educação,extraordinárias,Imprensa,Política

Bom, agora a entrevista com o ex-agente soviético Yuri Bezmenov está completa. São nove vídeos com cerca de 9 minutos cada. Já que a turma da FSB (ex-KGB) detém o poder no Kremlin, ninguém poderá dizer que os temas tratados nesses vídeos são águas passadas. Principalmente porque o efeito de tudo o que ele declara ainda está nos atingindo, como a agitação circular da água ao se atirar uma pedra ao lago. Bezmenov explica detalhadamente como se dá a subversão gradual da percepção moral da realidade. É de arrepiar os cabelos.

Um dos momentos mais curiosos é quando ele diz que a KGB adorou o interesse dos jovens ocidentais – na esteira dos Beatles – pela meditação transcendental do Maharishi Mahesh Yogi. A KGB chegou a contactar o “sábio”. Para eles, nada melhor do que ver o ocidente voltado para o próprio umbigo – ainda que esse umbigo seja o “terceiro olho” – e alheio aos acontecimentos mundiais…

(A entrevista foi concedida ao comentador político G. Edward Griffin, em 1984. Os vídeos estão legendados.)

Primeira parte:

Segunda parte: (Continua…)

Depois do Sucesso da Tropa…

pedro novaes, 7:26 am
Filed under: Imprensa

Na Folha de hoje:

Major do Bope ironiza morte de seqüestrador do 174

“Eu não fiz questão realmente de ressuscitá-lo muito, não; foi embora!”, afirmou

Em palestra, oficial absolvido em processo que apurou morte de Sandro Nascimento conta como apertou o pescoço do rapaz

RAPHAEL GOMIDE
ENVIADO A PORTO ALEGRE

Absolvido pela Justiça da acusação de assassinato, o major do Bope Ricardo Soares narrou em palestra a cerca de 130 policiais de todo o país como o seqüestrador do ônibus 174, Sandro do Nascimento, 21, morreu dentro de um camburão no Rio, em junho de 2000. O relato foi feito no fim de semana, em Porto Alegre.
“Eu não fiz questão realmente de ressuscitá-lo muito, não. Foi embora!”, declarou, provocando risos na platéia. “Vou ser sincero: entre ele e eu, vai ele, porque tenho muita vida pela frente, se Deus quiser”, disse. (Continua…)

25/10/2007

Chávez e a opinião pública internacional

yuri vieira, 4:34 pm
Filed under: Imprensa,Mídia,Podcast e videos,Política

Veja como o documentário The Revolution will not be televised distorce os fatos para passar uma imagem equivocada do que realmente está ocorrendo na Venezuela.

24/10/2007

7º bate-papo com Olavo de Carvalho – B

yuri vieira, 6:09 am
Filed under: Imprensa,Podcast e videos,Política,Religião

Depois de um atraso de quase um ano – que pode se justificar graças a muita enrolação, indisciplina e ao meu trabalho de direção de um curta-metragem de ficção e de dois documentários – finalmente consegui me organizar e publicar o lado B do meu mais recente bate-papo com o filósofo Olavo de Carvalho (Nov/2006), cujo arquivo eu já nem me lembrava onde estava. Teve neguinho que só faltou me jogar pedra por conta dessa demora, mas… enfim: saiu. Ainda preciso anexá-lo a um “vídeo” e colocá-lo no You Tube com os demais, que é onde a demanda é maior. Mas já dá para baixá-lo do Archive.org e ouvi-lo logo abaixo.

Temas abordados: o homem perante o Infinito (e o bobão do “entrevistador” como exemplo da “baixa inteligência do homem moderno”); a divinização do espaço, Fritjof Capra; só Alborghetti poderia comentar as “críticas” da imprensa ao livro The God Delusion, de Richard Dawkins; Bruno Tolentino e o Kung Fu, o gnosticismo adolescente e as contradições do filme Matrix; verossimilhança na ficção (a lista de super-heróis do filho do Olavo, O Exterminador do futuro, o filme Coração Satânico e seu diabo de meia tijela); o desconhecimento sobre temas e conceitos religiosos; a humanidade é mais trouxa do que julga o esforço vão da Matrix de falsificar até mesmo bananas (na verdade, bastam uma ou duas mentiras); Santo Agostinho e o poder do diabo; o diabo não é capaz de fazer a banana; o gnosticismo é uma prova permanente da estupidez humana; todos nós passamos por momentos gnósticos; o movimento revolucionário mundial; o PC do B e a apologia do genocídio; Coronel Ustra; a existência do PC do B equivale à existência de um Partido Nazista; a UNE, Cuba, o crime e a esquerda no Brasil; mais de 50.000 homicídios ao ano; o pobre não é culpado pela violência; o programa True Outspeak no BlogTalkRadio; o verbete da Desciclopédia sobre o Olavo; o governador petista punheteiro; Hilda Hilst também mandava tomar naquele lugar; a sinceridade é um tesão; o Brasil escolheu a tragédia.

Bate-papo com Olavo

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

27/08/2007

Joel Silveira

rodrigo fiume, 11:11 pm
Filed under: escritores,Imprensa

Para muitos e muitos, é considerado o maior repórter brasileiro. Da Caros Amigos:

Joel Silveira, o repórter dos presidentes, morreu no último 15 de agosto, aos 88 anos. “A víbora” , como era conhecido, viveu a história de perto, denunciava os medíocres e marcou o jornalismo. Releia entrevista concedida para a Caros Amigos em abril de 2000. Vale a a pena ler de novo! (Continua…)

15/08/2007

Cansados 4

rodrigo fiume, 6:29 pm
Filed under: Imprensa,Mídia,Política

Do Blog do Noblat:

Enviado por Ricardo Noblat – 15.8.2007| 14h55m

Sinto muito, cansei…

Os caras ficam debochando da turma do “Cansei” – mas que mal há em um movimento desses? Quem de fato não está cansado de um monte de coisas erradas – corrupção, Renan Calheiros, imposto provisório que vira permanente, legalização pela Câmara dos Deputados da infelidade partidária, promessas vãs de combate à violência urbana, a repetição exaustiva da desculpa do “eu não sabia”, a crise da aviação, oposição parlamentar de mentirinha, e por aí vai?

Cinquenta gatos pingados do PSOL não podem vaiar Lula onde quer que ele vá? Não podem se manifestar no gramado em frente ao Congresso pedindo a cassação do mandato de Renan? E não atraem a atenção da mídia? E não têm direito o direito de dizer o que pensam? Por que a turma do “Cansei” não tem? Por que deve ser tratada como se ameaçasse as instituições? Só por que alguns dos seus líderes se vestem na Daslu? Se fosse na Daspu, tudo bem?

Como este país, sua elite, seus dirigentes e seus formadores de opinião são medíocres… Santo Deus!

13/08/2007

Jornalismo de qualidade

daniel christino, 3:21 pm
Filed under: colírio,fotografia,Imprensa

Jornalismo de qualidade

09/08/2007

Admirável Mundo Novo no teatro

yuri vieira, 9:23 am
Filed under: amigos,escritores,Imprensa,livros,teatro

Eis uma matéria no Correio Brasiliense sobre a peça que estou adaptando com a diretora teatral Miriam VirnaAdmirável Ainda – a partir do romance Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley. Hoje, em Brasília, rolará a primeira leitura pública.

07/08/2007

Imprensas

rodrigo fiume, 9:55 pm
Filed under: Imprensa

Do Globo:

A grande imprensa

por Ali Kamel

Agrande imprensa está sob ataque. Não do público, que continua considerando o jornalismo que aqui se produz como algo de extrema confiabilidade, conforme atestam pesquisas de opinião recentes. Os ataques vêm de setores autoritários e antidemocráticos, que, diante do noticiário, sentem-se ameaçados.

(Continua…)

Cansados 3

rodrigo fiume, 9:39 pm
Filed under: Imprensa,Política

Da Folha:

Casa-grande e senzala

CARLOS HEITOR CONY

RIO DE JANEIRO – Para quem já nasceu cansado, como o cronista, participar do movimento daqueles que se declaram cansados é, além de um esforço suplementar, um esforço inútil. Durante os oitos anos do governo de FHC, quase diariamente eu me declarava cansado -e não adiantou. Antes mesmo da posse de Lula, eu já estava exausto de saber que nada iria mudar, o que acaso mudasse, mudaria para pior.

Há espanto entre os entendidos sobre a taxa de aprovação do atual governo, apesar dos escândalos, da corrupção, da inércia, da embromação oficial. Aos poucos, estão brandindo a dicotomia de pobres e miseráveis contra ricos e remediados. A luta de classes é explorada agora pelo próprio presidente, que não entende como os ricos que ele beneficiou estão contra ele. Para os pobres, prometeu o Fome Zero, que fracassou, e o Bolsa Família, que alguns receberam e a maioria ainda espera.

Mas não é por aí que se explica a charada. Quem ganha menos de R$ 1.500, acredito que a maioria dos brasileiros, se identifica com Lula de uma forma que transcende a realidade e o raciocínio. É uma química de vísceras, de tripa, “ele é um dos nossos”. Atribui os problemas que todos sofremos à maquinação dos patrões, dos bem nascidos que não deixam Lula fazer o que prometeu e continua prometendo.

Também eles estão cansados das maquinações das elites, das classes dominantes que não assinam carteiras de trabalho, demitem para enxugar a folha, exploram o suor escravo, a clássica divisão entre a casa-grande e a senzala.

Acontece que estou realmente cansado de tudo isso. Já citei aqui uma estrofe genial do Orestes Barbosa num velho samba que nunca esqueci: “Meu avô morreu na luta, o meu pai, pobre coitado, fatigou-se na labuta, por isso nasci cansado”.

03/08/2007

Títulos

rodrigo fiume, 9:37 pm
Filed under: Imprensa

Primeiro, o comentário do ombudsman da Folha, ontem:

Cada cabeça, uma sentença.

A minha: é de uma infelicidade antológica o título principal da capa de Turismo. Desrespeita-se quem ainda chora os mortos de Congonhas e quem se angustia com as incertezas da aviação.

Segundo, a explicação: o caderno mostra que a temporada de cruzeiros é uma opção ao caos aéreo; a capa tem uma foto enorme de um navio.

Agora, o motivo, isto é, o título do caderno:

Balança, mas não cai



Página 3 de 15« First...234...10...Last »

Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








65 queries. 0,604 seconds. | Alguns direitos reservados.