O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

Categoria: este blog Page 3 of 10

Mãe é mãe, piada é piada.

Olha, o Bruno Costa disse, com toda a propriedade, que a piada não diminui em nada as – como direi?? – capacidades totalitárias do PT. É verdade. Mas o Yuri parece ter levado para o lado pessoal um post endereçado exclusivamente a posicionamentos políticos impermeáveis ao bom senso. O meu argumento, brilhantemente ilustrado pelo caso da ONG plutônica, é o de que se vive um contexto de luta política e, neste caso, não há lá muita preocupação com o compreender. Há, na verdade, esforço doutrinário. A ironia, claro, é só a cereja do bolo.

Ler mais

E era piada… (a Sociedade dos amigos de Plutão)

E não é que a história sobre a ONG Sociedade dos Amigos de Plutão era, na verdade, estória (para usar uma distinção bem fora de moda). Por isso eu sempre digo: cuidado com as identificações fortes demais em política. Parece a alguns tão clara a essência maligna de outros, parecem-lhes tão claros os fatos, que não lhes custa muito tomar como verdadeiras informações falsas, se estas confirmam o caráter imaginado destes outros (como disse o Olavo a respeito da ciência: os fatos tornam-se meramente uma ilustração do que o intelecto, a priori, descobriu por si). E isso acontece, principalmente, quando o pathos do texto é o desprezo.

Curioso como esquecemos facilmente o caráter singular dos indivíduos. Quando me dizem que a maioria dos conservadores é hipócrita – escondem interesses esgoístas sob uma fachada moralista -, penso: “será que o Yuri seria capaz disso?”. A resposta, obviamente, é não. Logo, deve haver algo de bom em ser conservador e, com certeza, tem a ver com esta característica moral. Faço o mesmo com meus amigos esquerdistas. Quando pregam por aí a essência totalitária e mau-caráter da esquerda, penso: “Será que meu amigo Ricardo é totalitário e mau-caráter?”. A resposta, obviamente, é não. Logo, deve haver algo de bom em ser esquerdista e, com certeza, tem a ver com uma legítima preocupação social. Emparedados entre a amizade e suas conclusões lógicas, muitos optam pela saída muito cafajeste de reclassificar os amigos como idiotas ou estúpidos (embora “idiota” seja a preferida, por sua óbvia origem etimológica). É de uma prepotência inimaginável. Primeiro, porque quem usa este expediente supõe, sempre, estar correto, mesmo que não consiga explicar o porquê. Segundo, ele acredita que a verdade é uma disjunção exclusiva. Deveria estudar um pouco de lógica modal.

Ah, sim! E mando ao inferno qualquer discurso aterrorizante – o medo é uma arma totalitária -, cujo objetivo seja me fazer ver um amigo como hipócrita ou mau-caráter ou estúpido. O resto é assunto para a psicanálise.

Nossas visitas

Estas eleições deram uma alavancada radical nas visitas deste site. Nossa média anterior oscilava entre 900 e 1100 visitas diárias. Esta semana a média subiu para 2800 visitas/dia e, hoje, recebemos um total de 8951 visitas com 14395 páginas lidas. Ainda bem que fizemos o upgrade do nosso serviço de hospedagem. Podem vir quentes que nossa taxa de banda ainda está fervendo…

¿Que pasa?

Este site, que costuma receber em média 1000 visitas/dia, de repente passou a receber mais de 2000/dia. Ontem chegamos a 3000. Humm. (Cofiando o cavanhaque.)

Vou lavar meu cachecol

O post do Yuri sobre o demônio do Lula querendo acordar e o do Paulo reproduzindo o artigo do Reinaldo Azevedo sobre “Origens do Totalitarismo” primeiro me deprimiram, depois me deram uma preguiça danada.

Aí fiquei pensando pra onde vou me mandar na hora em que essa escumalha fechar o Congresso e começarem os fuzilamentos. Até troquei uma idéia com o Paulo sobre o assunto e chegamos à conclusão de que primeiro nos exilaríamos nos Estados Unidos só de implicância. Eu faria até um discurso exaltando o capitalismo, o que não combina comigo, antes de levantar o dedo e bater a porta atrás de mim. Depois, provavelmente iria para Buenos Aires tirar onda usando meu cachecol com ar blasé, tomando mate e fazendo de conta que lia Ernesto Sábato em bancos de parque, enquanto remoía meu ódio e me autoflagelava por já ter dito palavras como “neoliberal”, por ter feito parte de uma chapa do DCE e, pior, por ter digitado 13 duas vezes em 2002.

Mas depois fiquei racional e lembrei que o verdadeiro equilíbrio do poder aqui, o fiel da balança desta pobre democracia, não está nos checks and balances e blá blá blá, mas em que tem o cacete guardado, isto é, nos milicos. Essa escumalha do PT e o demônio do Lula só podem aprontar qualquer aventura deste naipe se os militares concordarem em ficar quietos nos quartéis ou até em sair de lá para ajudar a fechar o Congresso. Se não, não vai.

Eu queria saber um pouco mais sobre o perfil dos comandantes das forças armadas e sobre as idéias que circulam pela caserna hoje. Eu acho que, neste segundo mandato, se esta turma do PT sentir que tem suporte dos tanques, o bicho pega. Mas eu acho que não tem. Acho que os milicos, para o nosso bem, não se aventuram.

Por via das dúvidas, vou reforçar os contatos com meus amigos nos EUA e na Argentina e mandar lavar meu cachecol.

Esse não volta mais…

Meu avatar já mergulhou tanto no Second Life que o perdi de vista. Mas descobri hoje que ele e o colunista oficial do Linden Lab, Hamlet Au – aliás, avatar do jornalista Wagner James – já andam trocando informações, tanto que no final do blogroll dele você encontratá um link para este blog em nome do meu avatar, que nem sequer me pediu licença. É o primeiro blog brasileiro com uma seção voltada exclusivamente àquele mundo virtual. Ao menos segundo o Hamlet. Esse avatar ainda vai acabar se dando melhor do que eu…

Os melhores podcasts

O Julio Daio Borges, editor do Digestivo Cultural, publicou uma resenha com os melhores podcasts brasileiros e internacionais até o momento. (Por incrível que apareça até o nosso – tão desprezado por nós mesmos, coitado – está lá. Obrigado, Julio.)

Que droga!

Meu serviço de hospedagem fez a transferência deste site para outro servidor, mas acabou usando um becape desatualizado algumas horas. Ou seja, meus dois últimos posts desta madrugada – que me deram um trabalho do cão – foram pro espaço. (Vejo que alguns comentários também sumiram. Não jogue a culpa no eDitador.)

Dear Yuri Vieira
This is notification related to our new server migration which is completed! As we recently announced, we have transferred your account to a better server, which will cause your website to run smoothly even during the high loads.

(…)

You don\’t need to change nameservers if you are using the ones we provide in the welcome email. However if you using different nameservers (IP) you will need to update them accordingly to our new server IP address in your nameservers settings.

Thank you for being patient. Please let us know if you have any complaints about new server.

Sincerely Yours,
ROUThost.com team

Offline

É provável que este site atinja hoje, pela primeira vez, seu limite de uso de banda, qual seja, 20Gb/mês. Isto significa que nosso serviço de hospedagem, ultrapassado tal limite, poderá mantê-lo offline até a zero hora de primeiro de Agosto. Não sei ainda se é caso de se fazer um upgrade do plano. Talvez o aumento da visitação seja mero fogo de palha. Ou pior: puro hotlinking. Seja como for, não se espante se ficarmos de férias forçadas pelos próximos dias.

__________
Em tempo (23:07horas): fizemos um upgrade em nosso plano de hospedagem, logo, continuaremos online. Valeu, moçada.

No celular

O mais interessante de se utilizar a versão para celulares do Google Search é que as páginas encontradas durante a pesquisa são convertidas automaticamente para esse formato mais palatável aos pequenos monitores. Veja por exemplo como fica este blog ou o Digestivo Cultural. Quem quiser visualizar outros sites deve tão somente acrescentar

http://www.google.com/gwt/n?u=

antes da URL desejada. Meu site pessoal é, neste caso,

http://www.google.com/gwt/n?u=http://karaloka.net

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén