O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

Mês: setembro 2006 Page 1 of 8

¿Que pasa?

Este site, que costuma receber em média 1000 visitas/dia, de repente passou a receber mais de 2000/dia. Ontem chegamos a 3000. Humm. (Cofiando o cavanhaque.)

Bem-vindo ao mundo… virtual!

Quando você finalmente aderir ao Second Life, esta é a região em que irá nascer: The Help Island, que não é senão uma espécie de umbral para a Main Land, onde você realmente irá iniciar sua segunda vida. A área circular da foto vive em constante efervescência. É nela que pipocam a uma taxa de vinte por minuto os novos avatares. (O Second Life possui atualmente 806.237 habitantes, dentre estes, se nos basearmos na comunidade do Orkut – Second Life Brasil – 918 são brasileiros.) Estou quase criando um avatar apenas para ficar vagando pela Help Island e gritando aos recém chegados: “Abandonai todas as esperanças vós que entrais, pois em breve estareis irremediavelmente viciados e perdereis vossas primeiras vidas!” E a isto se seguirá uma gargalhada tétrica: ahahahahaha!

Catiça! Catiça! Catiça sarará!!

Pra quem não sabe, esse é um feitiço básico que aprendi na infância – não me lembro se em São Paulo ou se com meus primos no Rio de Janeiro – utilizado para azedar os planos alheios. Hehe, costuma dar certo…

Diogo Mainardi e Reinaldo Azevedo

Eis o diálogo, via podcast da Veja, entre os dois “golpistas” da hora, que têm todo o meu apoio.

[audio:http://veja.abril.com.br/idade/podcasts/mainardi/audios/280706.mp3]

Alborgueti: quem é mais ladrão?

Um singelo vídeo para meditação pré-eleitoral…

Saudade do Boris Casoy – II

Olhaí por que deram um chá de sumiço no Boris Casoy. O governo federal ameaçou retirar sua verba publicitária da Record, caso o Boris não fosse afastado, e os pastores cretinos, que pelo jeito não entendem mesmo nada de consciência, baixaram a cabeça. Lula é de fato um ditador em fase larvar. E ainda estou com saudade do Boris

WTC no Second Life

O World Trade Center foi destruído por fanáticos religiosos, mas esse atentado terrorista jamais será apagado de nossas memórias. No Second Life, por exemplo, há ao menos quatro réplicas virtuais das torres gêmeas. Estive em três delas e, na mais caprichada, cheguei a conversar com seu diretor/construtor, o inglês Jon Vang Padan, 40 anos de idade. Jon mora num subúrbio a 12 milhas do centro de Londres e decidiu criar seu memorial na área virtual de Solchan The JV Center – em homenagem a um amigo norte-americano, um bombeiro morto juntamente com dois irmãos na queda da última das torres. Seu memorial apresenta não apenas a reprodução em grande escala das torres, mas ainda diversas fotografias reais – feitas antes e após os ataques – e uma maquete. Pretende acrescentar vídeos e textos assim que lhe sobrar algum tempo.

Este sou eu aos pés do WTC virtual. Uma foto parecida com a que o Rodrigo Fiume, nascido num dia 11 de Setembro, fez sob as torres originais.

Na imagem abaixo, converso com Jon Vang, à esquerda. Note que, no Second Life, enquanto escrevemos no chat os avatares reproduzem o movimento de digitação.

Ler mais

Esboços por Frank Gehry

Do Festival de Cinema do Rio:

Esboços por Frank Gehry — Documentário

Titulo Original: Sketches of Frank Gehry

Tenho certeza de que mais da metade da platéia era de arquitetos. Eu mesmo só ouvi falar de Frank Gehry porque fiz alguns anos da faculdade de arquitetura, antes de passar para letras. Mas o documentário também é interessante para não arquitetos, porque aborda um problema tocante a todos que trabalham ou desejam trabalhar com arte: como sobreviver fazendo uma obra que não corresponde aos anseios do mercado? É claro que Gehry não dá a receita, mas sua vida serve de exemplo. Ele era um arquiteto careta, fazia simplesmente o que o mercado pedia, até que resolveu seguir sua intuição e ser ele mesmo. Daí para frente todo mundo começou a pagar para que ele fosse exatamente ele mesmo; e veio a conseqüência fatal: ele se tornou o arquiteto milionário e famoso que é hoje.

Mas o que eu achei mais interessante é um detalhe que talvez nem tenha interessado aos muitos arquitetos da platéia. Gehry só se tornou Gehry depois que se divorciou. Parece que o freio para a sua ousadia não vinha propriamente das exigências do mercado, mas da caretice da sua mulher. Depois de uma consulta com um analista — que mais tarde se tornaria famoso exatamente por causa disso — Gehry largou a mulher e três filhos, e foi fazer a arquitetura que realmente queria fazer. O mundo ganhou prédios lindos, e Gehry, além de ganhar o privilégio de ser exatamente quem ele queria ser, mais tarde veio a ganhar também um novo amor — esse certamente muito mais verdadeiro que o anterior.

Ler mais

Imagens das Montanhas

Foto Ganhadora
A Banff Mountain Photography Competition é o principal concurso internacional de fotografias sobre montanhas. Realizado pelo Banff Center e pela National Geographic Society, acaba de divulgar as imagens premiadas na edição deste ano. O grande prêmio foi para a imagem acima, capturada por Andrew Querner, durante uma escalada no Cirque of the Unclimbables, Canadá. A expressão de incerteza de seus companheiros em meio ao clima inclemente durante uma escalada radical resume de maneira incrível a experiência do montanhismo. Para conhecer os ganhadores nas outras categorias, clique no link acima.

Lutar contra o islamismo é coisa de mulher

Lutar contra o islamismo é coisa de mulher. Eu sou homem. Se eu vivesse num estado islâmico, teria muitas vantagens. Em primeiro lugar, poderia ter quatro mulheres. Talvez eu não quisesse quatro, isso é muita areia para o meu caminhãozinho, mas certamente eu ia querer uma jovem segunda esposa quando minha mulher chegasse aos quarenta. Outra coisa boa é que eu não ia ter de ficar me explicando o tempo todo na minha própria casa. Minha palavra seria lei. Quando eu dissesse que ir à Disney não é bom para as crianças, não precisaria explicar as razões. Minha mulher teria de aceitar e pronto. Quando eu dissesse que minha filha não pode ficar na danceteria até as duas da manhã, também não haveria debate. Filha, esteja em casa às dez! Sim, papai. Isso é o sonho de todo pai de família, e nós o realizaremos graças ao islamismo.

Outra coisa boa dessa religião é não haver mulher na faculdade. Seria uma maravilha. Eu não ouviria professoras idiotas falando bem de Lênin e Che Guevara. Eu não ouviria professoras idiotas dizendo que não existe certo e errado, não existe melhor nem pior, tudo é a mesma coisa, toda moral se equivale. Se toda moral se equivale, então eu apóio os muçulmanos e você vai para casa cozinhar para seu marido. É a lição que elas merecem. Defenderam o relativismo por tanto tempo, agora vão defender a moral cristã em nome de quê? Se todas as morais se equivalem, me dá minhas quatro esposas e vai para o fogão! É disso que elas precisam.

Ler mais

Page 1 of 8

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén