20/11/2005

Vaquinha pra comprar o Ronaldinho

yuri vieira, 11:45 am
Filed under: Esportes,Humor

Ontem, num boteco de Goiânia, reencontrei o François D’Herbolez, francês de Toulouse, marido de uma amiga, a Gel. Ele é professor de tênis na França – está se transferindo pro nosso centro oeste – e me disse que seus alunos adoraram uma idéia que tive da última vez que nos encontramos: fazer uma vaquinha pra comprar o Ronaldinho Gaúcho. Segundo ele, os alunos já queriam contribuir com seus euros. (Poxa, se eu soubesse teria lhe dado o número da minha conta.) A justificativa eu dei tempos atrás: ter o passe do Ronaldinho seria ótimo, poderíamos tê-lo conosco para ensinar a nós, pernas de pau, a jogar nos finais de semana. Jogaríamos altas peladas. Com ele também poderíamos conhecer garotas (altas e peladas), entrar em festas, restaurantes, tocar um sambinha nas feijoadas, vê-lo pagar a conta do boteco e assim por diante. Durante a semana, ele poderia ser o motorista da nossa (dele) Ferrari e nos levar por aí. Acho que seria um serviço bastante leve. Claro, teríamos de fazer um rodízio, afinal, o número de sócios seria grande. Quanto será necessário para adquirir tal passe? Quem quiser contribuir, clique aí no link do meu PayPal, no site principal. Aceito cartões de crédito. E, caso sobre alguma bufunfa, um troco, talvez a gente também possa dar de entrada para comprar o Roberto Carlos, que parece ser um sujeito bom de papo.

Posts relacionados

Mais posts:

« « A inveja do Père-Lachaise| Professorinha querida » »




1 Comment

  1. O Garganta de Fogo » Blog do Ronaldinho Gaúcho escreveu:

    […] Vale dizer que aquela “vaquinha para comprar o Ronaldinho” não era senão a minha forma enviesada de prestar homenagens a esse cara que desperta a criança adoradora de bolas que há dentro de nós. Envie por email | Imprima […]

    Pingback de 28-1-2006 @ 11:35 pm

Sorry, the comment form is closed at this time.




Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








82 queries. 0.573 seconds. | Alguns direitos reservados.