O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

Lugares-Memória V

Hospedaria da Estação, Puente del Inca, Argentina

Descer do sofrimento de uma grande montanha como o Aconcágua imprime enorme valor às pequenas coisas que cruzam nosso caminho. Em Puente del Inca, primeiro resquício de civilização após a descida do campo-base da maior montanha das Américas, a antiga estação ferroviária transformou-se em um refúgio de montanhistas desesperados por comida de verdade, banho, uma cama limpa e ouvidos dispostos a acolher suas angústias, alegrias e sofrimentos. A pequena família que nos recebe ali sabe fazer isso melhor do que ninguém, após tantos anos acompanhando subidas e descidas, sucessos e fracassos, tragédias. Gente do mundo inteiro se reúne ali sob o espírito comum de camaradagem, curiosidade mútua, avidez pelo diferente e pelo novo.

Anteriores

Com as mãos do diabo (conto)

Próximo

A literatura no umbral

1 Comment

  1. e que se espalhem diversos locais hospitaleiros como este… nos vãos, nas chapadas, nas montanhas e nos Engenhos… aliás, eles já estão lá, basta encontramos…

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén