O eXegetaDurante um ano – entre 2003 e 2004 – mantive outro blog, de título O eXegeta – lendo e relendo o Livro de Urântia, que, segundo pude averiguar, foi o primeiro blog no mundo dedicado exclusivamente a essa possível Revelação. (Eis o post inicial dele.) Foi descontinuado porque, ironicamente, muito atrapalhou minha exegese particular do Livro. Sim, porque tornou-se – contra minha vontade – um fórum no qual me vi colocado como advogado de algo que ainda não conhecia plenamente. As mil e uma discussões me cansaram ao extremo, encheram o meu saco.

Ok, embora eu acredite que religião seja sim uma questão de foro pessoal, apesar dos pesares ainda creio que possa ser debatida enquanto condição da vida em sociedade. As discussões desse naipe, n’O eXegeta, foram proveitosas. Mas não dá pra debater com quem pense que Deus seja algo passível de prova científica. Essa gente só me fez perder tempo. (Ou não, afinal aprendi a não perder mais tempo com quem não tem olhos de ver e ouvidos de ouvir.)

Bom, a questão é que andei separando o joio do trigo, retirei os comentários (hoje tenho muito clara a concepção de que blog não é fórum) e importei algumas entradas d’O eXegeta aqui para o Garganta. Daí essa súbita ultrapassagem dos 1000 posts.