O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

De celebridades e macarrões

Ai, ai. Vou parar de falar de política. Só farei posts agora sobre culinária e a vida das celebridades.

Quem viu que a Cleo Pires e o namorado aprontaram um barraco no show do U2 e foram parar na Delegacia?

Pronto, assim ninguém precisa se preocupar se sou de direita ou esquerda.

Agora, falando sério, macarrão é um negócio de outro mundo,não? Eu se pudesse comia todos os dias. Acontece que, como observa a Juliana, minha mulher, por se tratar de coisa tão boa, a gente acaba se acomodando um pouco nos mesmos pratos. Afinal, para mim, não existe combinação mais perfeita que uma massa e um belo molho sugo, feito com muito alho e pimenta calabreza.

Mas ontem ganhei umas abobrinhas espetaculares da horta de mamã e resolvi fazer essa simplérrima e rápida receita que consta do livro do Jamie Oliver. Ficou espetacular. Alterei um pouco as quantidades em relação à receita original.

Talharim com Abobrinha e Limão (para 4 pessoas)

– 500 gramas de talharim (ou outra massa de sua preferência, mas as massas chatas, como o talharim, por sua maior superfície colhem e aderem mais do suave caldo da abobrinha);
– Duas abobrinhas médias;
– Suco de três limões;
– Quatro dentes de alho;
– Um generoso punhado de manjericão fresco picado;
– Queijo parmesão;
– Sal;
– Pimenta do Reino.

Enquanto cozinha o macarrão, refogue o alho em azeite de oliva e acrescente as abobrinhas mexendo-as suavemente por cerca de dois minutos. Adicione o suco dos limões e o manjericão, acrescente sal e pimenta, deixando cozinhar por mais três minutos. Escorra o talharim e junte-o à panela de abobrinhas, completando com um punhado de parmesão ralado. Misture bem, ajuste o sal, se necessário, e voilá! Delicioso.

Anteriores

Os mísseis cubanos

Próximo

Mr. Porter

1 Comment

  1. Hahahahha! Ao ler esse post parece que ouvi a voz da Juliana comentando a quantidade de alho nos seus pratos, Pedro! Por mim, tudo bem, quanto mais alho melhor, mas meu distintíssimo kiwi reclama até de sal! Coitado, nascido e criado nos dissabores da cozinha britânica, desconhece as coisas boas da vida! Shirley, a sogrona, me deu um livro ótimo do Jamie (como é chamado por aqui!), mas, pelo visto, ela o descobriu tarde demais!
    Minha “missão” é árdua por aqui, mas já produziu alguns resultados: a galinhada amarelinha de açafrão goiano fez sucesso…só faltou mesmo o pequi. Yummmy!

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén