O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

Ahmadinejad no 60 Minutes

Para quem quiser assistir à entrevista do presidente do Irã no 60 Minutes, aconselho a leitura dos comentários de Ali Tabrizipoor, no FaithFreedom (em negrito), que aclaram muitos pontos que o jornalista Mike Wallace deixou passar batidos. (No site há uma transcrição completa da entrevista.) Exemplos: enquanto Wallace descreve Ahmadinejad como um simples engenheiro civil que se tornou um presidente popular, Tabrizipoor o apresenta como um ex-militante dum movimento político-religioso radical (Office for Strengthening of Unity Between Universities and Theological Seminaries) – nomeado presidente não pelo povo mas por um colegiado de clérigos xiitas – que, além de tudo, ficou conhecido entre os prisioneiros políticos iranianos como “Tir Khalas Zan”, isto é, “aquele que dá o tiro de misericórdia” (após um fuzilamento malsucedido). Ahmadinejad, ao contrário de sua conversa fiada de amor e respeito a culturas distintas, é também aquele que, na TV iraniana, promete “acelerar a vinda do Imã Mahdí”, personagem mítica que instaurará um califado mundial. Segunda a tradição islâmica, esse líder espiritual surgirá após um cataclisma internacional cujo ápice será a guerra total contra os infiéis. Em suma, a missão de Ahmadinejad é ser o detonador desse processo.

Primeira parte


Segunda parte

Terceira parte

Quinta parte (a quarta parte foi retirada do site)

Anteriores

Aquele carnívoro do Dalai Lama…

Próximo

Além do Cidadão Kane

1 Comment

  1. Olá Yuri,

    O regime dos Aiatolás no Irã é totalitarismo. Construir a bomba atômica, pregar o fim do Estado de Israel e cercear as liberdades individuais, são ações típicas de um inimigo da democracia. O senhor Ahmadinejad está se configurando como dos piores líderes mundiais para este início do século XXI. Suas propostas só podem ser admitidas por tolos ou genocidas.

    Abraços.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén