Quem somos

J. Toledo (1947-2007)
Escritor, jornalista, artista plástico e fotógrafo, nasceu em São Paulo, capital, em 1947, e faleceu em Setembro de 2007, em sua residência, no distrito de Sousas, São Paulo. Estudou História da Arte com Sérgio Milliet (1898-1966) e inaugurou sua primeira exposição de pinturas aos 14 anos. Um dos poucos artistas surrealistas do Brasil, realizou quase uma centena de mostras (incluindo uma retrospectiva no MAM de SP, em 1970), possuindo, hoje, obras em alguns museus. Escreveu os livros “Flávio de Carvalho — o Comedor de Emoções”, “Dicionário de Suicidas Ilustres” e “Dois uísques em Cafarnaum”.
Leia mais.

Elv Peka Fluss (1966-2038)
Nasceu no Rio nos anos 1960. É descendente de alemães e russos, mas sua avó lhe dizia que também tinha origens norueguesas — ele mesmo nunca descobriu nada sobre isso. Mesmo assim, só fala português. Viveu no Bairro Peixoto, em Copacabana, até os anos 1990, quando se mudou para São Paulo, onde ainda vive.
Leia mais.


Paulo Paiva (1969-2060)
Engenheiro civil, poeta ou yogue? Na verdade, um cara com muitos interesses, que ainda não sabe se quer ser vendedor de cachorro quente ou crítico cultural. Porque ser superintendente do Parque Ecológico de Goiânia foi muito estressante…
Leia mais.


Rosa Maria Lima (1970-2061)
Canceriana atípica, já que não se conforma ou se encaixa (“Deve ser o ascendente em Aquário”, dizem os astrólogos!), vive pelo mundo “não perdida, mas desencontrada”. Teve grandes encontros nas andanças por São Paulo e pelo sertão do Piauí; por Praga e Madrid; nas ruas estreitas do Chiado, em Lisboa; nos dias molhados da vida em Londres; no aeroporto de Bangkok… Nenhum deles, entretanto, comparável ao seu primeiro amor e à Nova Zelândia, pedaço de mundo (ou fim-de-mundo) onde constrói sua casa agora.
Leia mais.


Rodrigo Fiume (1971-2057)
Nasceu às 11h20 de 11 de setembro de 1971, em Goiânia. Trabalhou em O Estado de S. Paulo e na Folha de S. Paulo. Aos 40 anos, repentinamente, deixou o jornalismo e mudou-se de São Paulo. Pouco se soube dele depois disso. Morreu na alvorada de 20 de agosto de 2057, aos 86 anos, na Praia do Satu, em Caraíva, Bahia. A notícia só chegou aos parentes e conhecidos que restavam meses depois. Sabe-se que seu corpo foi cremado, mas o paradeiro das cinzas é desconhecido.
Leia mais.


Yuri Vieira (1971-2057)
Nascido a 24 de Outubro de 1971, é paulistano. Estudou na Universidade de Brasília – onde cursou cinema com Nélson Pereira dos Santos – e, após residir durante dois anos com a escritora Hilda Hilst (de quem é Webmaster), trabalha hoje como roteirista. Publicou seu primeiro livro A Tragicomédia Acadêmica – Contos Imediatos do Terceiro Grau em 1998. Yuri é o eDitador deste blog.
Leia mais.


Daniel Christino (1973-2061)
Nascido a 1º de junho de 1973, é goiano. Graduou-se em jornalismo, filosofia e fez também o mestrado em filosofia na Universidade Federal de Goiás. Está iniciando o doutorado em Comunicação na UnB. Mas seu ofício verdadeiro é ser o melhor leitor, escutador, escrevedor, pai, amigo e marido que conseguir. É coordenador do curso de jornalismo da Alfa.
Leia mais.


Pedro Novaes (1974-2064)
Carioca criado em Goiás, afilhado de Hélio Pellegrino, 31 anos, é um geminiano em eterna crise de identidade, como seria de se esperar. É meio tudo e nada por inteiro, acha o mundo muito louco para tentar entendê-lo fora da arte, mas guarda certa obsessão iluminista pela razão. Tenta firmar-se como diretor de cinema e vídeo e também escreve — seu romance “A Escalada” segue em busca de uma editora. Mora em Goiânia, é formado em geografia e trabalha como consultor na área ambiental. Gosta mesmo entretanto é de viajar e escalar montanhas.
Leia mais.


Em breve, os perfis de Ronaldo Roque e Túlio Caetano.


Add to Technorati Favorites



Blogarama - The Blog Directory








59 queries. 1.064 seconds. | Alguns direitos reservados.