O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

Do buracão paulista

No centro do Brasil está São Paulo e, no centro de São Paulo, um buracão. Como diria o atroz macaco Simão: “O que é o que é? Quanto mais se tira maior fica? O buracão de sampa, rá rá rá”. Quanto mais corpos são retirados do buraco, maior fica a cobertura jornalística. Nem sempre de qualidade. Além de ignorar totalmente a questão ambiental citada pelo Pedro abaixo, ninguém diz o nome dos donos do buracão. Com algum atraso, via blog do Cláudio Weber Abramo

Os responsáveis pela obra do metrô que desabou em São Paulo são as empresas CBPO Engenharia (pertencente à Norberto Odebrecht), Queiroz Galvão, OAS, Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez.

Trata-se de informação de que o leitor de jornais e o telespectador de telejornais não dispõe. Nesses veículos, fala-se em “Consórcio Linha Amarela”, como se consórcio não tivesse participantes.

Salvo lapso, tampouco vi o nome da pessoa que fala pelo consórcio. Os jornais não dão.

Mais irritante ainda, contudo, é o aparelhamento ideológico do buracão pelos bocós de plantão. Diz aí Tio Rei

Está em curso um esforço cotidiano, incansável, para politizar ou, melhor ainda, partidarizar a questão. E junto vêm os camaradas de sindicatos ligados ao PC do B e ao PSOL para denunciar a ganância capitalista. Boa parte da imprensa também tem ódio ao capitalismo. Seguro, no Brasil, como sabemos, é voar nos céus administrados pelo Estado…

Tudo muito bom, tudo muito lindo. Há gente reclamando maior fiscalização do Estado, um absurdo, lógico, uma vez que fiscalizar, nestes casos, siginifica apenas bater um carimbo. Contudo, não há engano ao se afirmar que a responsabilidade é do tal consórcio. Que eles, então, arquem com o prejuízo. Capitalismo bom é assim.

Anteriores

A cratera do Xico?

Próximo

O Apagão das Empreiteiras

1 Comment

  1. pedro novaes

    Eu em tese não tenho nada contra o capitalismo e tudo contra o PC do B e o PSOL, mas neste caso não me parece de todo desapropriado falar em “ganância”, embora o mais correto seja falar na ganância associada dos capitalistas e dos políticos corruptos. Capital e o governo se associam pra rapinar o patrimônio público em concorrências de araque, aí o Estado vem e fecha os olhos pra um monte de coisas, inclusive a licença ambiental que, bem feita, poderia ter evitado o desastre. Aí acontece o desastre e a gente culpa só o poder público que não funciona OU, aqui e ali, timidamente, “a ganância do capital”. Aì vem mais uma vez o Poder Público e paga a conta do prejuízo.

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén