O Garganta de Fogo

blog do escritor yuri vieira e convidados…

Autor: rosa maria lima

Bem-vindo Sérvio Túlio (o anfitrião!)

Meu muito querido, Sérvio Túlio! Ao ler esse post não sabia se ria convulsivamente ou tinha ataques de náusea e vômito; aliás, tudo muito Sérvio Túlio, né, Anfitrião? (Desculpem-me, caros leitores, a piada particular! Acalmem-se, porém, porque certamente o colaborador comentará a respeito em suas próximas Crônicas Toulousianas!!)

Lembro-me bem dessas discussões intermináveis sobre aborto, eutanásia e afins! Algumas eram patrocinadas pelos Colégios (no nosso caso, católicos!) e em todas elas nunca havia qualquer chance de um debate hígido (é! Gostou da palavra? Herdei da minha mãe!) e que levasse a uma análise científico-socio-política relevante e produtiva! Ao final, só aquele gosto ruim de recreio perdido!

Ler mais

E viva a Capitu!

Todo mundo que já foi forasteiro em algum lugar sabe do melindre – às vezes constante, às vezes raro, mas sempre sentido – nas relações com os locais. O famoso “choque cultural” nunca escolhe suas vítimas e, por mais que nos queiramos “descolados”, sempre experimentamos os seus conhecidos estágios: a surpresa inicial, a negação e, por último, a tentativa de adaptação.

Noutro dia, a mãe do senhorio veio expressar seu descontentamento com o estado do nosso jardim. Falava sério, com um tom de voz acima do normal para uma octogenária e com o habitual olhar sorrateiro.

Comentando o episódio com o Marc, lembrei da minha desconfiança nos olhares de soslaio(“…oblíquos e dissimulados”). Só então descobri que isso não é característica pessoal da desagradável “tia da Thatcher”, mas que é o usual por estas bandas. Que coisa! O feio aqui é encarar!!

Ler mais

Ms. Dalloway e o ACM

Amanheceu bonito e frio na Terra Média. Solzinho bom com neblina! Não houve vontade nenhuma de levantar da cama…E o artigo pros “Gargantas de Fogo”? Descobri um escândalo antigo envolvendo o governo kiwi e as empresas de imagens de satélite, podia escrever sobre isso!

E depois, tem a campanha chauvinista do eDitador e seus comparsas (Pô, Monica Bellucci, Paulo? Pegou pesado, heim?!)! Caramba, que pressão! E eu só quero ficar no jardim, lagarteando e tomando chá, de pijaminha e sem compromisso, esperando o Marc vir almoçar e me atualizar sobre o mundo lá fora…

E a imagem da Ms. Dalloway me vem à cabeça como uma premonição, uma praga rogada há muitos anos pela doida da Wolf e destinada a gente como eu! Tá bom, fui vaidosa e arrogante agora! Desculpem-me! Não sei fazer arranjos florais como ela e nem eram assim tão brilhantes meus apartes nos cafés com os meninos…

Ler mais

Page 2 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén